Ex-campeão meio-médio, Johny Hendricks explica a decisão de se aposentar

Hendricks agora treinador de luta livre na Episcopal School, afirma ter perdido o ‘amor pela luta’ profissional

J. Hendricks tem 24 lutas profissionais, 18 vitórias e oito derrotas. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Na semana passada, o ex-campeão meio-médio do Ultimate, Johny Hendricks se juntou ao grupo de grandes lutadores que anunciaram recentemente sua aposentadoria do MMA. Em entrevista ao site “MMAFighting”, ‘Big Rigg’ explicou porque decidiu pendurar as lutas.

Veja Também

Johny Hendricks anuncia aposentadoria do MMA
Antes de enfrentar Borrachinha, Hendricks muda de equipe

Segundo o ex-campeão, ele será um treinador de luta livre na Episcopal School, em Fort Worth, Texas. Ele afirmou que simplesmente ‘perdeu o amor pela luta’. “Realisticamente, eu superei isso. Eu estou no esporte. Eu fiz a minha parte e posso dizer que estou fora do mundo do MMA e não tenho que me preocupar com algo mais acontecendo”, explicou.

Hendricks se questionou se não deveria ter dado outra chance ao MMA, mas afirmou ter sentido um alívio ao tomar a decisão de sair. “E com essa grande pergunta sendo tirada agora, senti muito alívio e estou me sentindo muito bem com minha decisão. Eu ainda consigo acordar, eu treino uma vez por dia, eu ainda estou treinando wrestling, eu ainda estou trabalhando com caras. A única diferença é que eu não tenho alguém sentado aqui dizendo: ‘Ah, você está andando por aí nas 208 libras agora, você é gordo, precisa perder peso’”, esclareceu Johny.

O ex-campeão deixa o MMA sem desdém ou amargura, mas espera ver mudanças no esporte na parte dos julgamentos das lutas. “Você está olhando para esses juízes, o que eles querem? Por que temos juízes de boxe fazendo MMA? Eles não entendem o jiu-jitsu e por que eles estão na mesma arena? Nós temos tecnologia hoje em dia. Eu gostaria de uma melhor organização dos árbitros.”, disse.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário