Jhenny Andrade conquista o 'Oscar do MMA' pelo 2º ano seguido | SUPER LUTAS

Jhenny Andrade conquista o ‘Oscar do MMA’ pelo 2º ano seguido

Ring girl do Ultimate foi a única brasileira premiada no World MMA Awards e foi selecionada por meio do voto popular no site ‘Fighters Only’

Em quatro anos entre as participantes, J. Andrade conquista o prêmio pela segunda vez consecutiva. Foto: Reprodução/Instagram @jhennyandradeufc

O World MMA Awards é uma premiação promovida pela revista britânica “Fighters Only” todos os anos para homenagear os destaques do MMA. O prêmio ocorreu na terça-feira (03) em Las Vegas. A ring girl, Jhenny Andrade foi a única brasileira premiada em 2018. Com a conquista, a paulista acumula dois prêmios consecutivos.

Veja Também

Em entrevista para o site “Combate”, Jhenny contou que é o quarto ano que está entre as escolhidas para o prêmio. “Já é o quarto ano que estou entre as cinco escolhidas, ano passado tive a oportunidade de ganhar, estou muito lisonjeada. Acho que os fãs gostam da minha interação com eles, acho que isso fez a diferença. Já estou muito feliz de estar aqui entre as cinco melhores do mundo. Primeiramente quero agradecer a Deus, Deus sabe de tudo. Agradecer a Ele sempre”, afirmou.

Os melhores lutadores nas modalidades masculinas e femininas ficaram com o campeão peso pena, Max Holloway e campeã peso palha, Rose Namajunas. A revelação do ano ficou com Brian Ortega.

O peso leve, Justin Gaethje levou os prêmios de “Virada do ano”, por sua vitória contra Michael Johnson no TUF 25 Finale, e de “Luta do ano”, por seu duelo contra Eddie Alvarez no UFC 218. No momento que recebeu o troféu, Gaethje provocou Conor McGregor no discurso: “Conor McGregor pode chupar meu s***”, provocou.

Os demais brasileiros que concorreram a premiação foram: Rafael dos Anjos (Lutador do ano), Cris Cyborg (Lutadora do ano), Edson Barboza (Nocaute do ano) e Diego Brandão (Finalização do ano).

Confira a lista dos vencedores do World MMA Awards:

Lutador revelação do ano: Brian Ortega

Preparador do ano: Nick Curson

Finalização do ano: Demetrious Johnson (contra Ray Borg, UFC 216)

Veículo de imprensa do ano: MMA Fighting

Virada do ano: Justin Gaethje (contra Michael Johnson, TUF 25 Finale)

Lutador internacional do ano: Robert Whittaker

Equipe do ano: American Top Team

Lutadora do ano: Rose Namajunas

Treinador do ano: Trevor Wittman

Nocaute do ano: Francis Ngannou (contra Alistair Overeem, UFC 218)

Jornalista do ano: Ariel Helwani

Ring girl do ano: Jhenny Andrade

Luta do ano: Justin Gaethje x Eddie Alvarez, UFC 218

“Zebra” do ano: Rose Namajunas (contra Joanna Jedrzejczyk, UFC 217)

Programa de MMA do ano: The Ultimate Fighter

Comentarista do ano: Dominick Cruz

Lutador do ano: Max Holloway

Árbitro do ano: John McCarthy

Organização do ano: UFC

Prêmio por conjunto da obra: John McCarthy

A queda do ‘Império Pitbull’ no Bellator e a prévia para o UFC 265

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments