TJ Dillashaw acredita que segunda vitória sobre Garbrandt o torna ‘melhor galo de todos os tempos’

Mesmo com uma derrota para o ex-campeão da divisão Dominick Cruz, TJ acredita que já provou ser o melhor peso galo

O campeão peso galo TJ Dillashaw e o ex-titular da dividão, Cody Garbrandt fazem seu segundo confronto na luta principal do UFC 227 no dia 04 de agosto em Los Angeles. No primeiro encontro, ‘The Viper’ levou a melhor ao vencer seu oponente com um nocaute aos 2m41 do R2. Em entrevista ao podcast “The MMA Hour”, o detentor do cinturão disse que uma segunda vitória sobre ‘No Love’ o colocaria como o maior peso galo a competir no MMA.

Veja Também

Garbrandt acusa Dillashaw de doping e esquenta clima para revanche
Johnson aceita superluta com Dillashaw, mas em ‘grande evento’

“Isso me coloca no topo [da lista como o maior galo de todos os tempos]. Eu sei que sou o melhor galo de todos os tempos. Tenho uma derrota por decisão dividida para o Dominick Cruz e isso mudou tudo, uma luta que pensei ter ganho. Isso mudou tudo, mas eu sou o melhor peso galo do mundo”, garantiu Dillashaw.

Em sua carreira no MMA, TJ tem três derrotas em 18 embates. O revés mais recente foi ex-campeão peso galo, Dominick Cruz por decisão dividida em janeiro de 2016. Dillashaw afirmou que apesar de seu contratempo, ainda se sente como se tivesse provado ser o melhor peso galo.

“Minhas apresentações falam por si. Temos que ver se Dominick Cruz pode até lutar. O cara nem consegue mais entrar lá, então vamos ver se isso acontece, mas agora eu só tenho que me preocupar em derrubar Cody em três semanas”, disse TJ.

Dillashaw admitiu que seu segundo confronto com Cody Garbrandt pode ser diferente do primeiro, onde saiu com um nocaute. Mesmo assim, reconhece que sairá com uma vitória.

“Eu não me importo se [a luta] vai ser diferente. Só vou sair por aí e tornar Cody irrelevante na categoria de peso. Eu vou sair e acabar com ele. Ele não tem queixo, ele não tem nenhuma técnica e eu acho que vou provar para todos na categoria de peso que ele não pertence ao top 10”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário