Max Holloway afirma que volta a lutar antes do final do ano

Após passar por médicos o campeão peso pena garante que está bem para retornar ao cage depois de cumprir a suspensão de 30 dias

M. Holloway (foto) não entra no octógono desde dezembro do ano passado contra J. Aldo no UFC 218. (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

O campeão dos penas, Max Holloway deveria colocar seu cinturão em disputa contra Brian Ortega no UFC 226 no dia 7 de julho em Las Vegas. Porém, foi retirado do evento por sintomas semelhantes a concussões. ‘Blessed’ passou por exames nas últimas semanas e menos de um mês depois de sua saída garante que está pronto para retornar ao octógono antes do fim do ano.

“Eles ainda não descobriram o que estava errado, mas tudo está bem. Eles estão apenas sendo cautelosos comigo agora. Acho que depois desse período de 30 dias de suspensão, devemos voltar aos negócios, esperamos que antes do final do ano eu volte a lutar”, explicou Holloway ao jornalista Ariel Helwani na segunda-feira (30).

Veja Também

Campeão dos penas, Max Holloway sofre concussão e está fora do UFC 226
Equipe de Max Holloway nega derrame antes do UFC 226

Durante as preparações para o evento em Nova York, Holloway disse que estava se sentindo bem, mas as coisas “começaram a dar errado” no fim de semana antes do UFC 226. O campeão ainda não sabe o que causou o mal estar, mas afirma que não foi a perda de peso ou ser nocauteado em treinamento.

“Eu vi muitas coisas sobre as quais eles têm falado na mídia – corte de peso, derrame, seja o que for. Isso não foi um corte de peso. Eu fiz isso mais de 20 vezes. Há rumores por aí que eu fui nocauteado em treinamento. Eu queria que fosse assim, mas isso não aconteceu. No final do dia, gostaria que a resposta fosse simples assim. Seria mais fácil seguir em frente se soubéssemos o que aconteceu”, garantiu Max.

O ano de 2018 do campeão dos penas teve inicio com o “pé esquerdo”, Holloway foi forçado a desistir de uma defesa de título contra Frankie Edgar no UFC 222 em março devido a uma lesão na perna. Então, Max teve a chance de ganhar o título vago dos leves como substituto de Tony Ferguson contra Khabib Nurmagomedov no UFC 223 em abril, mas foi impedido pela Comissão Atlética de Nova York. Incluindo sua saída do UFC 226, em seis meses Blessed foi retirado em três lutas.

O campeão dos penas espera “virar o jogo” após ser liberado para retornar ao octógono do Ultimate. “Estou muito confiante de que voltarei antes do final do ano. O ano não acabou, a história não está escrita. Temos muito mais para escrever e estamos apenas começando”, prometeu Holloway.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário