Em coletiva quente, McGregor crava: ‘Se Khabib desce daquele ônibus, ele estaria morto’

Irlandês disse que 'agradeceu ao Senhor Jesus' por russo não ter descido do ônibus durante briga antes do UFC 223, em abril

Khabib (esq.) McGregor (dir.) esquentaram o clima antes do UFC 229. Foto: Reprodução / YouTube

O clima esquentou ainda mais entre Conor McGregorKhabib Nurmagomedov. Os lutadores, que duelam no UFC 229, evento que acontece no próximo dia 6, em Las Vegas (EUA), levaram a rivalidade para outro nível na primeira coletiva para promover o show.  Como era esperado, os atletas foram questionados sobre a confusão no UFC 223, em abril, quando o irlandês invadiu os bastidores do Media Day para brigar com o russo.

Veja Também

Presidente do UFC descarta volta de Jon Jones em novembro
Dedé considera que Aldo ‘continua sendo o maior nome da história dos penas’
Daniel Cormier rejeita trilogia com Jon Jones
Chiesa processa McGregor por incidentes no UFC 223, em abril

Ao ser questionado por um repórter sobre o que passou por sua cabeça naquele momento, McGregor disse que agradeceu a Jesus por Khabib não ter descido do ônibus, pois, segundo ele, o rival seria morto.

“Eu só agradeço ao senhor Jesus Cristo que esse cara (Khabib) não teve a coragem de pisar fora do ônibus para me encarar. Porque ele estaria morto e a gente não estaria vendendo pay-per-view agora”, disparou Conor, lembrando que o evento pode quebrar recorde de vendas de pacotes PPV nos EUA e Canadá.

Por sua vez, Nurmagomedov, em um tom sereno, amenizou a situação. Ele disse que não ficou incomodado com a situação. O russo até chegou a dizer que teve um encontro amistoso com o rival nos bastidores da coletiva.

“Aquilo não me incomodou em nada. Ele (McGregor) mostrou as suas fraquezas. Ele foi um cara legal nos bastidores, mas vem para a frente das câmeras e faz isso”, disparou, sem antes ser interrompido por McGregor, que disparou. “Estão aqui as minhas mãos, sem armas. Vamos”, disparou.

Na sequência, o irlandês não perdeu a oportunidade de fazer a promoção do evento, revelar que sua empresa participará da promoção da luta e até de fazer propaganda de sua nova marca de whisky, a ‘Proper Twelve’.

“Eu poderia falar de muita coisa, mas ainda tem outras tantas acontecendo. No dia 6 de outubro nós vamos competir, no octógono montado em Las Vegas. Adquiram o pay-per-view do UFC 229! Minha empresa está associada a este evento e nós vamos comemorar bebendo muito whisky”, completou.

Relembre o que aconteceu

A confusão causada por McGregor teve início na semana do UFC 223, em abril. Na ocasião, Khabib Nurmagomedov, que fez a luta principal do evento, enquadrou o amigo de McGregor, Artem Lobov no hotel onde os atletas estão hospedados. O irlandês não gostou da atitude do russo e acompanhado de 10 parceiros, incluindo Lobov, invadiu a Barclays Center, onde foi realizado o Media Day do UFC 223. A procura de Khabib, McGregor e seus comparsas arremessaram vários objetivos contra o ônibus que levava os atletas (veja os vídeos abaixo). Na confusão, Michael Chiesa e Ray Borg, que lutariam no UFC 223 e estavam no veículo se lesionaram e foram retirados do show. Imediatamente, a Polícia de Nova York expediu um mandado de prisão contra McGregor, que se entregou as autoridades no dia seguente.

O irlandês foi liberado após pagar fiança de US$ 50 mil e no julgamento, realizado em junho, ele se declarou arrependido de suas atitudes e escapou de ir para a cadeia, ficando responsável apenas por arcar com os custos da quebradeira causada por ele.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments