UFC Denver: Davi Ramos finaliza americano e emplaca terceira vitória consecutiva

No evento que comemora os 25 anos do Ultimate, brasileiro fez como o compatriota Royce Gracie que finalizou três rivais no UFC 1

D. Ramos finaliza no UFC Denver. Foto: Reprodução / Facebook ufc

No dia 12 de novembro de 1993 Royce Gracie finalizou três adversários para levar o título do UFC 1. Na noite deste sábado, no UFC Denver, evento que comemora os 25 anos da franquia, Davi Ramos seguiu o mesmo caminho do compatriota. No card preliminar da atração, o peso leve tupiniquim não tomou conhecimento de John Gunther e encaixou um justo estrangulamento no rival para para vencer a disputa ainda no primeiro round.

Veja Também

Sheik do Bahrein enfrenta fã com síndrome de Down antes do Brave 18
McGregor ganha estátua de cera no museu Madame Tussauds

Com o triunfo, Davi chega a nona vitória como profissional e a terceira consecutiva no UFC. Ele também tem duas derrotas – uma no Ultimate. Com a série positiva, o brasileiro já sonha com voos mais altos.

“Eu me sinto incrível. Tenho muitas coisas a melhorar. Treinei minha trocação para mostrar aqui, mas eu sabia que ele viria para tentar me colocar pra baixo, e essa é minha área. Ele me deu o chute ali, consegui usar a oportunidade, e uma vez que coloquei meu jiu-jítsu no solo, venci. São três finalizações seguidas”, disse o brasileiro já mirando em uma futura disputa de cinturão. “Eu quero lutar contra os melhores caras, quero lutar com o número 1. Estou chegando passo a passo e quero ser o campeão da minha divisão. Ninguém pode me derrotar aqui”, completou Davi.

A luta

Assim que a disputa começou, Davi preferiu não se arriscar na luta em pé e logo nos primeiros movimentos ele conseguiu encurtar a distância e derrubar Gunther. Faixa-preta de jiu-jitsu, múltiplas vezes campeão mundial, o brasileiro mostrou sua superioridade. Ele rapidamente chegou às costas e encaixou o estrangulamento. O norte-americano ainda tentou defender, mas Ramos ajustou o estrangulamento e forçou o rival a desistir da disputa em apenas 1m57s de duelo.

Polêmica e VAR na luta entre Moffett x Skelly

A polêmica também apareceu na festa de 25 anos do UFC. No combate entre Bobby Moffett e Chas Skelly até o VAR precisou entrar em ação para definir o vencedor. No segundo assalto da disputa entre os pesos penas, Moffett encaixou um triângulo de mão e tentava encerrar a disputa, mas Skelly esboçava reação. Porém, o árbitro interrompeu a disputa e decretou que  Chas Skelly havia desmaiado. O lutador reclamou com o mediador e ele foi chamado para rever a finalização fora do octógono (veja o lance abaixo).

Após mais de cinco minutos de espera, o árbitro alegrou que Skelly não tinha força nos braços e confirmou a finalização de Bobby Moffett.

Resultados do UFC Denver

Card Principal

Peso pena: Yair Rodriguez derrotou Chan Sung Jung por nocaute a 4m59s do R5

Peso meio-médio: Donald Cerrone finalizou Mike Perry com uma chave de braço a 4m46s do R1

Peso galo: Germaine de Randamie derrotou Raquel Pennington na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve: Beneil Dariush derrotou Thiago Moisés na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-26, 30-25)

Peso mosca: Maycee Barber derrotou Hannah Cifers por nocaute técnico a  2m01s R2

Peso leve: Mike Trizano derrotou Luis Peña na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

Card Preliminar

Peso palha: Ashley Yoder derrotou Amanda Cooper na decisão dividida dos juízes (29-28, 30-27, 28-29)

Peso pena: Bobby Moffett finalizou Chas Skelly com um triângulo de mão a 2m42s do R2

Peso leve: Davi Ramos finalizou John Gunther com um mata-leão a 1m57s

Peso leve: Devonte Smith derrotou Julian Erosa por nocaute a 46 do R1

Peso mosca: Eric Shelton derrotou Joseph Morales na decisão dividida dos juízes

Peso mosca: Mark de la Rosa derrotou Joby Sanchez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments