Dana White: “Não sei o que fazer com Dan Henderson”

Veterano não quer esperar por title shots, mas também não aceitou Lyoto Machida

Depois de vencer Mauricio Shogun no UFC 139, Dan Henderson disse que esperaria por uma chance de disputar o cinturão da categoria dos meio-pesados e que só voltaria a lutar como peso médio numa eventual revanche contra Anderson Silva, que o venceu no UFC 82. Desde então, algumas coisas mudaram.

Com a confirmação que a próxima defesa do campeão Jon Jones será contra Rashad Evans no UFC 145, em abril, e o acordo para a revanche entre Anderson Silva e Chael Sonnen, Hendo declarou que não esperaria por um title shot, preferindo ficar ativo, aceitando outra luta.

O primeiro a se manifestar foi Rogério Minotouro. Após vencer Tito Ortiz no UFC 140, o brasileiro disse que gostaria de enfrentar o veterano americano. Henderson elegantemente recusou, dizendo que a luta não faria sentido para ele. O ex-campeão Lyoto Machida, que acabou de ser derrotado por Jones, então declarou que toparia enfrentar o veterano americano.

Dana White explicou a situação a jornalistas americanos e deu a entender que Hendo está num tipo de limbo na categoria dos meio-pesados:

“Ele não quer lutar com Machida. Ele também não quer esperar. Ele vai ter que esperar. Com quem ele quer lutar? Eu não sei o que fazer com Dan. Ou ele vai esperar por Jones e Evans, ou vai aguardar (Anderson) Silva, ou vai enfrentar outra pessoa. É muito simples.”

Aos 41 anos, Hendo vem de sete vitórias em oito lutas, superando lendas como Shogun e Fedor Emelianenko. Henderson abriu mão do cinturão dos meio-pesados do Strikeforce para tentar o título máximo do UFC. Como foi campeão no PRIDE, Hendo fecharia a coleção dos mais importantes cinturões da história do MMA.

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments