Amanda descarta revanche com Cyborg e afirma que não vai mais lutar pelos penas

A campeã do Ultimate pediu desculpas a compatriota e avisou que sua passagem pela categoria até 66kg chegou ao fim

A. Nunes não é derrotada desde 2014. Foto: Reprodução / YouTube ufc

Amanda Nunes nocauteou Cris Cyborg em apenas 51 segundos, surpreendeu os fãs de MMA e conquistou o cinturão dos penas no UFC 232. Mesmo com a grande apresentação em Los Angeles, a ‘Leoa’ não está interessada em permanecer na categoria até 66kg. Por meio de suas redes sociais, a bi-campeã rejeitou uma revanche com a compatriota e avisou que sua passagem pela divisão chegou ao fim.

Veja Também

Presidente do UFC coloca Amanda como ‘maior da história’ e garante brasileira no Hall da Fama

“Desculpa, Cristiane, mas não vou seguir nos 66kg. Meu objetivo era ser campeã dupla. Mas, agora posso te ajudar a construir a divisão. Tenho alguém para você: Kayla Harrison é uma verdadeira peso pena”, escreveu Amanda.

Amanda planeja entrar para a história do MMA novamente a se tornar campeã em três divisões diferentes. Ela projeta descer para os pesos moscas e encarar Valentina Shevchenko pelo título da categoria.

“Eu estou realmente planejando descer (de categoria) para disputar o cinturão dos moscas”, postou a leoa.

Amanda Nunes fez história em 2018 ao conquistar o segundo título e se tornar a primeira mulher a ter dois cinturões simultâneos. Além disso a brasileira venceu grandes atletas como Ronda Rousey, Valentina Shevchenko, Miesha Tate e Cris Cyborg. Aos 30 anos, a baiana tem 21 combates, com 17 triunfos e quatro derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário