Livinha Souza quer enfrentar Mackenzie Dern, mas impõe condição

Após vencer Sarah Frota em Fortaleza, a brasileira revelou o desejo de encarar a campeã de jiu-jítsu, mas estabeleceu uma exigência: ‘Se Mackenzie bater o peso, é possível que aconteça’

L. Souza tem duas lutas e dois triunfos no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @livinhaufc

Livinha Souza venceu Sarah Frota por decisão dividida no card principal do UFC Fortaleza, último sábado (02). Logo após a vitória, em conversa com os jornalistas, a ex-campeã dos palhas do Invicta FC revelou o desejo de enfrentar Mackenzie Dern, mas impôs condição para que a luta ocorra.

Veja Também

Apesar dos problemas na perda de peso, Mackenzie Dern planeja permanecer no peso palha
Com atuação impecável, Demian Maia finaliza Lyman Good no primeiro round do UFC Fortaleza

“Agora estou me concentrando em melhorar… e continuar melhorando minhas habilidades. Na minha próxima luta, prometo que vou estar melhor e fazer melhor. Quanto ao duelo com Mackenzie (Dern), duas lutadoras de Jiu-Jitsu? Se Mackenzie bater o peso, é possível que aconteça”, contou Livinha.

‘Brazilian Gangster’ teve o mesmo problema no UFC Fortaleza quando Sarah ficou 3,2kg acima do limite de peso da categoria dos palhas. Apesar disso, Livinha garantiu que mesmo com sua rival muito acima dos 52,6kg, não poderia perder a chance de participar do card principal do evento repleto de grandes estrelas brasileiras do MMA.

“Foi uma luta difícil, uma luta dura. Em alguns momentos, senti que a Sarah tinha muito mais peso que eu e era pesada demais para eu conseguir aplicar as minhas melhores posições (no jogo de Jiu-Jitsu). Mas eu disse (sexta-feira) eu vim aqui para trabalhar. Não importava o peso dela. Eu gostei que ela se desculpou comigo. Mas a vida é assim, riscos e sucesso,  e ainda tinha que pensar bem, é minha primeira vez no card principal com grandes estrelas brasileiras do MMA? Eu não posso perder essa chance. Eu vim aqui para trabalhar, a qualquer hora, em qualquer lugar”, concluiu Souza.

Livinha estreou na organização no UFC São Paulo em setembro de 2018, quando venceu por finalização Alex Chambers. Aos 27 anos, a brasileira em 14 combates na carreira, tem apenas uma derrota para Angela Hill por decisão dividida no Invicta FC 17 em maio de 2016.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário