UFC Phoenix: Renan Barão sofre duro nocaute e corre risco de demissão

Ex-campeão dos galos até começou bem a luta, mas caiu no segundo round e amargou a sexta derrota nas últimas sete lutas

Sanders vence Barão por nocaute. Foto: Reprodução / Twitter

O que era ruim, ficou ainda pior. O brasileiro Renan Barão, que já não havia batido o peso da divisão de galos no sábado (16), sofreu a quarta derrota consecutiva no octógono e tem situação complicada no Ultimate. O ex-campeão sofreu um duro nocaute diante de Luke Sanders no card preliminar do UFC Phoenix, evento realizado neste domingo (17), no Arizona (EUA). Com o resultado, o potiguar amarga o sexto revés nas últimas sete lutas e corre sério risco de demissão da franquia em que ele foi campeão entre 2012 e 2014.

Veja Também

Kron Gracie finaliza Alex Caceres, quebra jejum da família e estreia com vitória no UFC Phoenix
Ngannou frustra retorno de Velasquez e vence ex-campeão em 26 segundos no UFC Phoenix

“É especial para mim, quero agradecer muito a minha equipe. Estou muito feliz por ter terminado essa luta com vitória. É resultado de muito trabalho e treinamento, nocauteei uma grande lenda que é o Renan. Só posso agradecer por essa luta”, afirmou Sanders ainda no octógono.

A luta

Pressionado pela vitória, Barão começou bem a disputa contra Sanders. O brasileiro trabalhou com bons chutes na linha de cintura e abalou o norte-americano no primeiro assalto. Ele chegou a fazer o rival andar para trás e ficar encurralado nas grades, mas ele não conseguiu encerrar a disputa.

Apesar do ótimo início de Renan no primeiro round, a história da disputa mudou no segundo assalto. Sanders encurtou a distância e começou a trabalhar com combinações de socos. Por sua vez, o potiguar não movia a cabeça e era alvo fácil para o rival. Em uma combinação de jab de direita e direto de esquerda, o norte-americano levou Barão a lona. Ele ainda conectou mais um soco no chão para encerrar a disputa por nocaute a 1m01s.

Resultados do UFC Phoenix

Card Principal

Peso pesado: Francis Ngannou derrotou Cain Velasquez por nocaute técnico a 26seg. do R1

Peso leve: Paul Felder derrotou James Vick na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso palha: Cynthia Calvillo derrotou Cortney Casey na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pena: Kron Gracie finalizou Alex Caceres com um mata-leão a 2m06s do R1

Peso meio-médio: Vicente Luque derrotou Bryan Barberena por nocaute técnico a 4m54s do R3

Peso pena: Andre Fili derrotou Myles Jury na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Card Preliminar

Peso galo: Aljamain Sterling derrotou Jimmie Rivera na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo: Manny Bermudez finalizou Benito Lopez com um triângulo de mão a 3m09s do R1

Peso mosca: Andrea Lee derrotou Ashlee Evans-Smith na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve: Nik Lentz derrotou Scott Holtzman na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso palha: Jessica Penne x Jodie Esquibel – luta cancelada

Peso galo: Luke Sanders derrotou Renan Barão por nocaute a 1m011s do R2

Peso palha: Emily Whitmire finalizou Alexandra Albu com um mata-leão a 1m01s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário