Após nocaute no UFC Phoenix, Vicente Luque mira em Magny e Masvidal

Brasileiro quer enfrentar um lutador dos top 10 da categoria dos meio-médios, mas afirmou: ‘se for um top 15 também está valendo’

V. Luque soma a quarta vitória consecutiva no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @vicenteluque

Vicente Luque nocauteou Brian Barberena nos segundos finais do combate no UFC Phoenix. A performance do brasileiro foi premiada com o bônus de ‘luta da noite’. Em entrevista ao site do canal Combate, o brasiliense revelou o nome dos dois adversários que gostaria de enfrentar no próximo combate: Jorge Masvidal e Neil Magny.

Veja Também

Vicente Luque sofre, mas vence Bryan Barberena no UFC Phoenix
Vídeo: Assista o nocaute do brasileiro Vicente Luque no UFC 229

Masvidal tem um confronto marcado com Darren Till no UFC Londres, dia 16 de março. Entretanto, Magny não foi escalado para um combate em 2019. Seu último compromisso foi no UFC Buenos Aires em novembro do ano passado, quando perdeu por nocaute para Santiago Ponzinibbio.

“O (Jorge) Masvidal eu gostaria bastante (de enfrentar), ele tem luta marcada agora. Outro nome é o Neil Magny, se não me engano não tem luta marcada, seria uma luta boa para mim também, é um cara ranqueado, então seria interessante. Mas me sinto pronto para lutar com qualquer um, quanto mais alto, melhor. Quero um top 10, mas se for um top 15 também está valendo”, disse Luque.

Apesar de pensar no futuro, Vicente aproveita o momento para comemorar a luta ‘mais emocionante’ de sua carreira. O brasiliense garantiu que foi um embate muito especial e vai ficar pra sempre em sua história.

“Foi a luta mais emocionante (da minha carreira), com certeza. Ao mesmo tempo em que dá um nervoso na hora, ao mesmo tempo dá uma alegria. Senti uma alegria muito grande durante a luta, ouvindo o público, sabendo que estava sendo uma guerra. Foi uma luta muito boa e especial, que vai ficar para sempre na minha memória”, falou o brasiliense.

Ao analisar o confronto, Luque afirmou que o duelo foi um divisor de águas em sua carreira e o elevou a outro nível no UFC.

“Se for olhar estrategicamente, acho que errei bastante, não segui o que tinha sido planejado, mas ao mesmo tempo entrei no jogo do Barberena – que é esse jogo de pressão de vir para cima – e ganhei no jogo dele. Com certeza foi um teste para me mudar de nível. Hoje me sinto em outro nível, estou pronto para lutar com qualquer cara ranqueado, tenho a técnica para isso e tenho coração para isso. Estou pronto para continuar subindo”, encerrou Vicente.

Luque soma a quarta vitória consecutiva, três por nocaute e uma por finalização. Vicente está no Ultimate desde julho de 2015, quando foi derrotado por Michael Graves no TUF 21 Finale. Desde sua estreia, ele realizou 10 combates com oito triunfos e dois reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário