Till projeta pedir disputa cinturão em caso de vitória no UFC Londres

Ex-desafiante ao título dos meio-médios, o inglês prometeu que vai realizar campanha para ter uma nova chance de disputar o cinturão, se vencer Masvidal na Inglaterra

D. Till quer uma nova chance de título. Foto: Reprodução/Instagram @darrentill2

Darren Till terá pela frente Jorge Masvidal na luta principal do UFC Londres, neste sábado (16). Apesar de vir de uma derrota, o inglês está confiante no triunfo diante de sua torcida. Em entrevista coletiva na quinta-feira (14), o lutador garantiu vai pedir uma disputa pelo cinturão dos meio-médios em caso de vitória na Inglaterra.

Veja Também

Darren Till e Jorge Masvidal se enfrentam na luta principal do UFC Londres
Às vésperas do UFC Londres, Darren Till afirma que é ‘o melhor lutador do mundo’
Em treino aberto do UFC Londres, Till promete combate épico contra Masvidal

Terceiro colocado no ranking dos meio-médios, Till disputou o título da categoria contra Tyron Woodley em setembro de 2018 no UFC 228. O inglês foi finalizado no segundo round pelo norte-americano que manteve o cinturão. Apesar do revés, Darren acredita que merece uma segunda chance de conquistar a cinta da divisão.

“Sim, porque digamos que o Colby não lute com o Usman – que é o que eu acho que deve acontecer. Quem seria o próximo (desafiante)? Se Colby lutar contra o Woodley, quem é o próximo. Sou o número 3 do mundo. Então se der tudo certo no sábado e eu derrotar o Jorge, talvez ganhe o title shot, farei campanha para isso. As pessoas têm que lembrar que eu não pedi por uma chance contra o Woodley, ela foi dada para mim. Desta vez, se eu pedir da forma certa, talvez eu seja atendido. Estou olhando para frente, sou o número 3, não se esqueçam. Usman, ótima performance, ele costumava me desafiar, agora sou eu que vou desafiar o campeão, o alvo está nas costas dele agora”, declarou Till, segundo o site norte-americano MMA Fighting.

A derrota para Woodley fez Till repensar suas atitudes no Ultimate. Durante a promoção do evento em Londres, Darren mudou a postura e tratou Masvidal com muito respeito. O inglês elogiou o rival e admitiu que costumava assistir suas lutas no passado.

“Sim, eu o assistia quando era jovem. Jorge já estava na ativa naquela época. Como eu disse, eu era um grande fã, e provavelmente ainda sou, sendo honesto. Esta não vai ser uma briga de rua, será um combate respeitoso. Será violento, mas depois que acabar ele pode ir curtir com a família dele e eu farei o mesmo, apertaremos as mãos e estará tudo acabado”, concluiu Darren.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário