Wilson Reis acredita que divisão dos moscas deve acabar até julho

Embora o UFC não confirme a informação, os boatos sobre o fim da categoria têm aumentado nos bastidores

W. Reis (foto) acredita que categoria dos moscas será extinta. Foto: Reprodução/Facebook

O brasileiro Wilson Reis confirmou sua opinião de que a categoria dos moscas (até 57kg) deve se extinta do Ultimate até julho deste ano. A informação foi divulgada pelo lutador em entrevista ao canal ‘Combate’. O UFC, no entanto, não confirma o fim da divisão.

Veja Também

Paulo Borrachinha recebe punição de R$36 mil de comissão atlética
Max Holloway admite ter passado por depressão nos últimos anos
Jussier Formiga encara Joseph Benavidez no UFC Minneapolis

“Está bem confuso. O UFC não dá posição para os atletas de como está a categoria, se vai continuar ou não. Acredito que no UFC só temos eu, (Alexandre) Patonja, (Jussier) Formiga, Deiveson (Figueiredo), (Joseph) Benavidez e o (Henry) Cejudo”, comentou o atleta, que ainda comentou a ausência de competidores de qualidade na categoria. “Você vê que, depois do Patonja, só tem uns lutadores nada a ver, então não dá pra saber. Acredito que vamos ter luta de peso mosca até, no máximo, junho ou julho, e acabam com a categoria”, disse Reis.

Outro fato que endossa a opinião de Wilson é o fato de que o campeão da categoria, Henry Cejudo, fará sua estreia nos pesos galos (até 61,2kg), quando enfrentará o brasileiro Marlon Moraes pelo cinturão da categoria, que está vago desde que TJ Dillashaw abriu mão do título.

“Se (Henry Cejudo) ganhar (o título dos galos), acho que acaba de vez”, pressupôs o atleta.

Wilson Reis fará sua próxima luta contra o compatriota Alexandre Patonja, no UFC 236, que acontece no próximo sábado. Uma vitória coloca o atleta em uma posição favorável no ranking da categoria.

“Uma vitória me coloca numa situação muito boa. Posso ter a chance de lutar com o desafiante número um ou com alguém bem ranqueado. Ou posso subir de categoria. Está tudo no ar. Minha preocupação agora é só a próxima luta. Treinei duro para ter uma grande vitória no sábado”, finalizou Wilson.

Wilson Reis realizou sua última luta em dezembro do ano passado, quando derrotou o norte-americano Bem Nguyen por decisão unânime dos juízes. Antes disso, o brasileiro havia encarado uma sequência de três derrotas consecutivas. Uma delas, pelo cinturão da categoria, contra o ex-campeão Demetrious Johnson, em 2017.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário