Novo campeão Whittaker pode ficar fora até 2018 com lesão no joelho

Neozelandês depende de exame para saber se poderá ser liberado antes; Brasileiros do UFC 213 recebem suspensão médica

R. Whittaker é o novo campeão dos médios (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)

R. Whittaker é o novo campeão dos médios (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)

O novo campeão interino peso médio do UFC, Robert Whittaker, pode só voltar ao octógono em 2018. Após sofrer uma lesão no joelho no começo de sua luta com Yoel Romero, que serviu como atração principal do UFC 213 do último sábado (8), o neozelandês recebeu uma suspensão médica da Comissão Atlética de Nevada. Inicialmente, ele fica fora apenas por um mês, mas caso o problema no local seja mais grave, a organização irá impedi-lo de atuar pelo restante do ano.

Veja Também

A. Nunes pode retornar no UFC 215 (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)
Em postagem ‘misteriosa’, Amanda Nunes indica que lutará no UFC 215
M. Bisping (esq) provocou R. Whittaker (dir) Foto: Reprodução/Facebook/UFC
Bisping explica provocações feitas a Whittaker após o UFC 213
Nelson admitiu ser 'fã' de Demian (Foto: Reprodução/Facebook GunnarNelson)
Gunnar revela torcida para Demian ser campeão: ‘Sempre torço para ele’

Isso significa que, se quiser voltar a atuar antes de 2018, Whittaker precisará apresentar exames que comprovem sua melhora. Caso os exames tragam algum tipo de problema no joelho, o campeão só estará liberado para lutar a partir de 4 de janeiro do ano que vem.

Outro atleta que esteve envolvido no UFC 213 também encara a mesma situação. Anthony Pettis, que retornou aos leves com vitória dominante sobre Jim Miller, sofreu uma lesão na mão direita e vai se submeter a um raio-x para verificar a extensão do problema. Caso fique comprovada alguma fratura no local, “Showtime” também só poderá retornar no dia 4 de janeiro de 2018.

Os três brasileiros em ação no evento do último sábado (8) também receberam suspensões médicas Fabricio Werdum, que perdeu decisão equilibrada para Alistair Overeem foi suspenso até 23 de agosto e está proibido de treinar até o dia 8 de agosto. Thiago Santos superou Gerald Meeraschaert por nocaute, mas teve a mesma suspensão de “Vai Cavalo” – ele pode voltar antes caso o corte acima da sobrancelha feche. Já Douglas D’Silva, derrotado por finalização em duelo contra Rob Font, fica um mês fora, podendo voltar a lutar no dia 8 de agosto.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário