Rogério Minotouro aceita luta em pé e sofre nocaute para Ryan Spann no UFC 237

Brasileiro conecta bons golpes no adversário, mas é surpreendido por direto fatal, que leva atleta ao chão

R. Minotouro (foto) aceita trocação e sofre nocaute no UFC 237. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

Não foi o dia de Rogério Minotouro. A lenda brasileira adentrou ao octógono do UFC 237 neste sábado (11) e foi derrotado por Ryan Spann, 15 anos mais jovem, no primeiro round. Esta foi a terceira derrota do brasileiro em suas últimas cinco lutas.

Veja Também

VÍDEO: Veja o nocaute sofrido por Anderson Silva no UFC 237, no Rio
VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Jéssica Bate-Estaca sobre Rose Namajunas no UFC 237, no Rio
VÍDEO: Assista à derrota de José Aldo para Alexander Volkanovski no UFC 237 Rio
Priscila Pedrita mostra muita raça, mas é derrotada por Luana Carolina no UFC 237

A luta representou o último duelo do card preliminar. Com a vitória, Ryan Spann espera entrar de vez no ranking dos meio-pesados (até 93kg.) e realizar sua escalada rumo ao topo da divisão.

Aos 42 anos, Minotouro já revelou publicamente que encerrará sua carreira em breve. Longe dos momentos de glória de sua carreira, a luta marcou a nona derrota na carreira de Rogério.

A luta

O duelo começou com os atletas se estudando no centro do octógono. Fisicamente mais forte, Spann tentou acertar dois socos no rosto de Minotouro, que conseguiu se esquivar. Logo em seguida, Rogério tentou levar a luta para o chão, porém o adversário caiu por cima. O brasileiro, no entanto, conseguiu se levantar e os atletas partiram para a trocação franca. Em um momento de felicidade, Ryan conseguiu conectar um bom golpe em Minotouro, que desabou. Restou ao norte-americano desferir mais um golpe até que o árbitro interrompeu a luta, decretando a vitória de Spann.

Após a disputa, Ryan afirmou sua idolatria pelo brasileiro, que, junto com seu irmão, Rodrigo Minotauro, ajudou a construir a história do MMA mundial.

Thiago Moisés luta bem e derrota Kurt Holobaugh

Thiago Moisés voltou a mostrar sua competência como lutador no octógono. Em duelo entre os leves (até 70,3kg.) pelo UFC 237, brasileiro se mostra superior a Kurt Holobaugh e vence seu segundo embate no Ultimate por decisão unânime dos juízes no card preliminar do evento.

O embate entre os atletas começou com uma trocação franca. Momentos após a troca de golpes no centro do octógono, o norte-americano começou a tentar uma queda no brasileiro, que se defendeu bem. Novamente os lutadores voltaram a desferir socos, um deles acertou Thiago, que balançou, mas se recuperou. Logo depois, Moisés conseguiu uma boa queda no adversário e passou a atingir o oponente com cotoveladas procurando um espaço para uma finalização. O duelo permaneceu no chão até o fim da etapa.

No início segundo assalto, Thiago conseguiu acertar um bom direto e um chute frontal no rosto de Kurt. O norte-americano, no entanto, mostrou que possui grande resistência para absorver golpes. Moisés, após o bom momento, voltou a derrubar o adversário. Após desferir mais golpes em Holobaugh, o norte-americano conseguiu se levantar. O duelo, no fim do round, passou a ficar mais movimentados, com os dois atletas buscando a luta franca.

O último round também teve início movimentado. Moisés, após um bom soco, finalmente conseguiu balançar seu adversário. Após o momento, o brasileiro novamente aplicou uma queda em seu adversário e passou a golpear Kurt no chão. Restando dois minutos para o fim da luta, Thiago quase conseguiu finalizar o adversário com um mata-leão. Holobaugh, porém, mostrou raça e conseguiu se livrar da posição. No fim do duelo, Moisés quase conseguiu um nocaute sobre o adversário, porém, não havia mais tempo.

Warlley Alves mostra superioridade e derrota Serginho Moraes por nocaute

Não foi desta vez que Serginho Moraes voltou a sair sorrindo após uma luta pelo UFC. Em duelo, que teve um primeiro assalto equilibrado, Warlley Alves se mostrou mais inteiro e conquistou um belo nocaute sobre compatriota em luta na divisão meio-médio (até 77kg.).

No primeiro round, como esperado, os atletas mostraram um equilíbrio total na batalha. Serginho surpreendeu a todos, pois em momento nenhum do assalto tentou aplicar quedas em Warlley para, assim, poder usar seu Jiu-jitsu, que é a marca registrada do atleta.

O segundo assalto começou com Warlley tomando conta do duelo. Serginho não se apresentava bem e começou a ser presa fácil para o oponente. Diferente de outros momentos, Moraes continuou não tentando levar o combate para o chão, facilitando o desempenho de Alves.

Na última etapa, Serginho começou indo para cima de Alves. O atleta aceitou a luta franca e começaram a desferir golpes um no outro. Com a perna bastante vermelha, Moraes começou a dar sinais de dor e cansaço. Alves tomou proveito da situação e permaneceu atacando o oponente, que se defendia e tentava, sem sucesso, contra-atacar. Chegando ao fim, Serginho parecia que desejava o fim do combate. O atleta não desferia golpes e, em um momento, foi a nocaute quando atingido por um golpe certeiro no queixo, decretando a vitória de Warlley.

Resultados do UFC 237

CARD PRINCIPAL

Peso palha: Jéssica Bate-Estaca derrotou Rose Namajunas por nocaute a 2m58s do R2 – válida pelo cinturão

Peso médio: Jared Cannonier derrotou Anderson Silva por nocaute técnico aos 4m47s do R1

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou José Aldo na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio: Laureano Staropoli derrotou Thiago Pitbull por decisão unânime dos juízes (30-27, 29,28, 30-27)

Peso galo: Irene Aldana derrotou Bethe Pitbull por finalização aos 3m24 do R3

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Ryan Spann derrotou Rogério Minotouro  por nocaute aos 2m07s do R1

Peso leve: Thiago Moisés derrotou Kurt Holobaugh por decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-26)

Peso meio-médio: Warlley Alves derrotou Serginho Moraes por nocaute aos 4m30s do R3

Peso leve: Clay Guida derrotou BJ Penn por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 29-28)

Peso mosca: Luana Dread derrotou Priscila Pedrita por decisão unânime dos juízes (30-26. 29-27. 30-26)

Peso galo: Raoni Barcelos derrotou Carlos Huachin por nocaute aos 4m59s do R2

Peso galo: Viviane Araújo derrotou Talita Bernardo por nocaute aos 48s do R3

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário