Priscila Pedrita mostra muita raça, mas é derrotada por Luana Carolina no UFC 237

Em duelo violento, brasileira amarga terceira derrota seguida no Ultimate e tem futuro incerto na organização

P.Pedrita (dir.) mostra raça, mas é derrotada por L. Carolina (esq.). Foto: Reprodução/Facebook Ufc

A brasileira Priscila Pedrita voltou a ser derrotada no Ultimate. Em duelo tupiniquim realizado na noite deste sábado (11), a atleta mostrou muita força de vontade, porém saiu derrotada por Luana Caroina em decisão unânime dos juízes no UFC 237. Com o novo revés, a atleta corre o risco de ser demitida pela organização.

Veja Também

VÍDEO: Veja o nocaute sofrido por Anderson Silva no UFC 237, no Rio
VÍDEO: Assista à derrota de José Aldo para Alexander Volkanovski no UFC 237 Rio
VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Jéssica Bate-Estaca sobre Rose Namajunas no UFC 237, no Rio

Luana, que realizava sua estreia no UFC, mostrou ter estudado sua adversária e conseguiu absorver com eficácia as investidas agressivas da oponente. Após três assaltos muito movimentados, a peso moscam (até 56,7kg.) teve o início dos sonhos em sua apresentação.

A luta

Pedrita começou a luta indo imediatamente para cima da adversária. Luana, no entanto, tratou de agarrar a oponente para esfriar a luta. Priscila conseguiu se afastar e voltou a ir para cima da compatriota. Carolina permaneceu circulando pelo octógono sem mostrar muita ação. Ela parecia tentar cansar Pedrita.A todo momento, Priscila caminhava para frente tentando atingir sua adversária.

O segundo começou como o primeiro, com Pedrita partindo para cima da oponente. Desta vez, Luana aceitou a trocação franca e também buscou o nocaute. Aos poucos, Priscila parecia se cansar em função dos inúmeros golpes desferidos. Em um momento de pura felicidade, Luana conseguiu acertar um belo chute no rosto de Pedrita, que caiu quase nocauteada, mas conseguiu se recuperar mostrando muita raça. Carolina, na metade do round, acertou uma joelhada em Priscila e o árbitro interrompeu momentaneamente a luta para verificar as condições da atleta. Mostrando muita raça, Pedrita optou por continuar no combate mesmo estando visivelmente abalada. Quando a etapa terminou, Priscila foi aplaudida de pé pelo público presente.

Na última etapa, Pedrita já se mostrava muito cansada. Luana percebeu a condição da oponente e continuou agredindo o corpo da atleta buscando o término do duelo. Mesmo exausta, Priscila ainda tentava alguns golpes na adversária, que tentava se afastar circulando pelo octógono. Chegando no fim do round, Carolina começou a acusar alguns golpes no corpo e seu vigor físico também já não era superior. O combate, então, ficou aberto e equilibrado. No fim, as duas atletas estavam sujeitas a sofrer um nocaute, porém o resultado foi para a decisão dos juízes.

BJ Penn volta a perder e completa sete derrotas seguidas

Uma das grandes lendas do MMA, BJ Penn voltou a ser derrotado e inteirou sua sétima derrota consecutiva após um duelo de três rounds contra o norte-americano Clay Guida. Também veterano, Guida fez questão de confirmar sua idolatria pelo oponente, que já foi campeão pelo Ultimate em duas categorias diferentes.

Os dois atletas começaram a luta se movimentando bastante. O público brasileiro incentivava e comemorava a cada ataque efetivo do havaiano. Guida, como sempre, permanecia se movimentando muito pelo octógono. Penn, então, perseguia o adversário e tentava encontrar a distância para conectar seus golpes. Os lutadores conseguiram acertar alguns golpes, mas sem contundência.

O segundo round começou como o primeiro, com os atletas se movimentando e trocando golpes no centro do octógono. Guida, embora mostrasse um bom condicionamento físico, não se mostrava efetivo ao desferir seus golpes. A maioria passava no vazio, longe do encontro de BJ. No fim da etapa, Clay começou a tentar derrubar seu oponente, porém Penn defendeu muito bem. Restando 10 segundos para encerrar o round, Guida conseguiu a queda, porém não havia mais tempo para nada.

No último assalto, Guida começou determinado a encerrar o combate. Visivelmente casado, Penn se tornou alvo fácil do adversário e receber duros golpes no corpo. No fim da luta, Clay acertou um bom golpe com o punho esquerdo em BJ, levando a lenda havaiana ao chão. Penn, no entanto, mostrou coração, se levantou e voltou para a batalha.

Raoni Barcelos toma susto, mas supera rival peruano

O brasileiro Raoni Barcelos quase teve sua luta cancelada no UFC 237. Seu adversário, Said Nurmagomedov deixou o card sem justificativa restando pouco mais de duas semanas para o embate. Às pressas, o peruano Carlos Huachin foi contratado para enfrentar o carioca.

Raoni e Carlos começaram a luta se estudando bastante no centro do octógono. Os atletas ameaçavam desferir alguns golpes, porém hesitavam. Huachin se mostrou confiante com sua mão esquerda e conseguiu conectar alguns bons golpes no rosto do brasileiro, que mostrava dificuldade para encontrar a distância.

No segundo round, Raoni mudou a estratégia e começou a buscar as pernas do oponente e levar a luta para o chão. Huachin, no entanto, estava bem preparado na defesa de queda, frustrando as investidas do brasileiro. Quase na metade do assalto, porém, Barcelos acertou um ótimo golpe no rosto do peruano, que desabou no chão. O brasileiro, então, foi para cima do adversário para tentar o nocaute ou uma finalização. Carlos mostrou muita resistência e não permitiu que Raoni conseguisse encerrar o combate.

Quase no fim do combate, Barcelos conseguiu uma grande sequência de cotoveladas no rosto do oponente, que ainda estava no chão, levando o árbitro a encerrar o duelo.

Resultados do UFC 237

CARD PRINCIPAL

Peso palha: Jéssica Bate-Estaca derrotou Rose Namajunas por nocaute a 2m58s do R2 – válida pelo cinturão

Peso médio: Jared Cannonier derrotou Anderson Silva por nocaute técnico aos 4m47s do R1

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou José Aldo na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio: Laureano Staropoli derrotou Thiago Pitbull por decisão unânime dos juízes (30-27, 29,28, 30-27)

Peso galo: Irene Aldana derrotou Bethe Pitbull por finalização aos 3m24 do R3

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Ryan Spann derrotou Rogério Minotouro  por nocaute aos 2m07s do R1

Peso leve: Thiago Moisés derrotou Kurt Holobaugh por decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-26)

Peso meio-médio: Warlley Alves derrotou Serginho Moraes por nocaute aos 4m30s do R3

Peso leve: Clay Guida derrotou BJ Penn por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 29-28)

Peso mosca: Luana Dread derrotou Priscila Pedrita por decisão unânime dos juízes (30-26. 29-27. 30-26)

Peso galo: Raoni Barcelos derrotou Carlos Huachin por nocaute aos 4m59s do R2

Peso galo: Viviane Araújo derrotou Talita Bernardo por nocaute aos 48s do R3

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário