Jéssica Andrade minimiza chance de nova luta contra Joanna Jedrzejczyk

Brasileira afirma que ex-campeã deve vencer novos embates para se credenciar ao título das palhas

J. Andrade (foto) que J. Jędrzejczyk deve fazer por merecer chance ao título. Foto: Reprodução/YouTube Ufc

A brasileira Jéssica Andrade minimizou as chances de ter Joanna Jedrzejczyk como sua adversária em sua primeira defesa do cinturão das palhas (até 52,1kg.). Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, a paranaense afirmou que a ex-campeã deve vencer algumas lutas antes de se credenciar ao título da divisão. Jéssica iniciou seu reinado na categoria após bater a norte-americana Rose Namajunas no UFC 237, no Rio de Janeiro.

Veja Também

Tyron Woodley revela lição aprendida com Jon Jones contra fase ruim: ‘Abraçar o caos’
Michael Bisping acredita que tempo afastado pode afetar retorno de Nate Diaz ao octógono
Empresário de Khabib projeta luta com St. Pierre ainda em 2019

“Todo mundo está esperando que eu enfrente Joanna, mas ela tem que trabalhar e conquistar uma nova oportunidade para lutar pelo cinturão. Quando eu a enfrentei e perdi, eu tive que vencer três combates contra lutadoras bem ranqueadas para conseguir uma nova chance”, afirmou Jéssica.

As atletas se enfrentaram em maio de 2017, pelo UFC 211. Na ocasião, ‘Bate-Estaca’ não conseguiu impor sua estratégia contra a, então imbatível, Joanna. Ao fim de cinco rounds, a polonesa foi declarada vencedora do combate em decisão unânime dos juízes.

Com a derrota, Andrade teve de passar por três grandes desafios até que pudesse lutar novamente pelo título. Ainda em 2017, a brasileira derrotou a compatriota Cláudia Gadelha e, já em 2018, venceu a norte-americana Tecia Torres, além da polonesa Karolina Kowalkiewicz.

“Para me enfrentar, ela tem que fazer o mesmo. Ela tem que vencer algumas lutas, encarar adversárias bem ranqueadas e, caso ela vença, ela poderá me enfrentar”, disse Andrade.

Joanna atualmente figura na quarta posição no ranking das palhas. A última vez que atuou pela divisão, no entanto, foi há quase um ano, quando derrotou Tecia Torres no UFC Calgary. A polonesa, porém, se aventurou na categoria das moscas (até 56,7kg.) para tentar conquistar o cinturão contra Valentina Shevchenko, em dezembro do ano passado, pelo UFC 231. A atleta, porém, foi derrotada em decisão unânime dos juízes.

Jéssica, por fim, relatou quais adversárias podem passar pelo seu caminho em sua primeira defesa de título.

“Acredito que a próxima da fia será a vencedora entre Nina (Ansaroff) e Tatiana (Suarez), ou Michelle Waterson (sétima do ranking). Eu vou esperar. Quando o UFC me chamar, vou estar pronta”, finalizou a campeã.

O desejo de ‘Bate-Estaca’, no entanto, era possibilitar uma revanche imediata a Rose Namajunas, antiga detentora do título. A ex-campeã, porém, logo após o UFC 237, revelou que pretende dar um tempo na carreira e, naquele momento, não desejava a chance de recuperar seu cinturão.

O destino de Jéssica, portanto, é aguardar um anúncio oficial do Ultimate para confirmar sua próxima adversária na organização.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário