Jon Jones admite interesse em lutar pelos pesados, mas não tem pressa

Campeão da categoria de baixo, norte-americano vem sendo sondado para integrar o grupo de atletas com mais força da companhia, mas pretende atuar mais em sua categoria de origem

J. Jones admite subir para os pesados. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Um dos maiores nomes da história do MMA, Jon Jones admite que pode seguir os passos de seu rival, Daniel Cormier e migrar para a categoria dos pesados (até 120,2kg.). Atualmente detentor da cinta dos meio-pesados (até 93kg.) o atleta disse que pretende subir de categoria, mas cumprindo suas obrigações em sua divisão atual. A declaração foi feita em entrevista recente à ‘ESPN’.

Saiba mais

Perto de aposentadoria, Demian quer fazer lutar no UFC São Paulo contra Diego Sanchez
Gastelum é liberado para voltar a treinar e desafia Jack Hermansson
Dana White afirma que não pode garantir chance de título a Ngannou e Benavidez

“Eu estou interessado em lutar pelos pesados, mas também tenho noção que tenho muito trabalho a fazer nos meio-pesados. Há grandes lutas que as pessoas querem me ver fazendo nos meio-pesados. Então, não têm motivos para que eu suba de categoria agora. Estou me dando bem aqui”, disse Jones.

O atleta, no entanto, afirmou que, quando o UFC encontrar uma forma de seduzi-lo com um bom desafio e financeiramente, ele poderá voltar a pensar sobre a mudança de ares.

“Quando o Ultimate vier a mim e tratar de uma luta que eles considerem imperdível e vierem com valores que me agradem, se fizer sentido para mim, eu vou fazer. Mas, por agora, estou feliz e sou dominante na minha divisão”, comentou ‘Bones’.

Mesmo tendo compromisso agendado pelos meio-pesados, sempre que Jon concede uma entrevista, o nome de seu eterno rival, Daniel Cormier, surge como pauta. O atleta confessa não entender o motivo da pressão por serem citados em uma mesma conversa. Desta vez, assim como em outras oportunidades, Jones não mostrou empolgação para uma possível reedição de um duelo entre eles.

“Ainda existe muito interesse das pessoas em me verem enfrentando Daniel Cormier, por alguma razão. Na primeira vez, eu o venci por decisão unânime dos juízes; a segunda, o derrotei por nocaute. Não sei o porquê as pessoas querem ver isso. Mas, se é uma luta que todos querem ver, acredito que o UFC faça acontecer”, finalizou o lutador.

Jon Jones tem seu próximo compromisso agendado para este sábado (6), pelo UFC 239. Em jogo, o público verá o norte-americano trocando forças com o brasileiro Thiago Marreta pelo título da categoria dos meio-pesados.

Jones recuperou seu cinturão (destituído após ser acusado em um caso de doping) em 2018,  após bater Alexander Gustafsson. Desde então, ‘Bones’ defendeu seu cinturão uma vez, conrta Anthony Smith, em março deste ano.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

Deixe um comentário