Michel Pereira afirma que corte de peso influenciou em derrota: ‘Sabem que não canso assim’

Meio-médio responde à publicação em rede social e afirma que próxima luta vai ser diferente do compromisso no UFC Vancouver

M. Pereira dá mortal em pesagem pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @michelpereiraufc

O brasileiro Michel Pereira, conhecido como ‘Paraense Voador’ acabou tendo uma noite controversa no UFC Vancouver, realizado no último sábado (14), no Canadá. Em duelo contra Tristan Connelly, o lutador não conseguiu impor seu ritmo e acabou derrotado na decisão dos juízes. Em resposta a uma publicação recente no Instagram oficial do UFC Brasil, que mostravam uma imagem de Michel executando um salto mortal para trás, o atleta tentou se justificar com os fãs e afirmou que voltará mais forte para o próximo desafio.

Veja Também

Após vitória, Gaethje elogia Cowboy e volta a pedir chance pelo título dos leves
Com 34 lutas pelo UFC e mais uma derrota, Cerrone descarta aposentadoria e afirma: ‘Quero completar 50’
‘Paraense Voador’ ganha bônus por ‘Luta da Noite’ mas não leva dinheiro por falha no corte de peso

“Eu vou voltar, galera. Muitas coisas ruins aconteceram. Eu perdi muito peso. Foram 17,5kg. Eu passei uma semana perdendo peso sozinho. Aconteceram muitas coisas para dar errado. Eu vou corrigir meu erro. Quem me conhece sabe que eu não sou de cansar muito, mas me desgastei demais baixando o peso e isso me prejudicou na luta. Eu voltarei”, escreveu o lutador.

Um dos motivos que mais intrigaram os fãs foi o fato de o atleta ter sido derrotado por um adversário que aceitou o combate com cinco dias de antecedência. Connelly é um peso leve (até 70,3kg.) de origem e aceitou o desafio de encarar o brasileiro entre os meio-médios. Quando foram colocados frente a frente pela primeira vez, na pesagem cerimonial, era visível a diferença de envergadura.

No octógono, quando foi autorizado o combate, a capacidade de execução dos movimentos plásticos de Michel impressionava a cada malabarismo feito, mas, após ser acuado nos segundos iniciais, Tristan começou a se soltar aos poucos e acabou aproveitando da falta de energia do paraense, que começou a demonstrar a falta de gás.

Na segunda apresentação pelo Ultimate, Pereira falhou também no corte de peso, o que pode influenciar diretamente no rendimento no atleta para o combate, quando ele tem menos de 24h para se recuperar da desidratação.

Em sua conta no Instagram, Pereira também tratou de se justificar com os seus fãs. O atleta afirmou que houve problemas com o visto de um de seus treinadores e que teve que realizar o corte de peso praticamente sozinho. O paraense, também, pediu mais apoio e menos críticas por parte dos entusiastas de MMA.

“Eu cansei não foi por causa das coisas que eu fiz, mas, sim, pelo corte de peso muito grande. Eu tirei 17,5 sozinho. Só se estressando com visto do meu ‘corner’ (treinador), que não foi me ajudar. Todos tinham alguém para ajudar e, eu, sem ninguém em tudo. Não é desculpa, mas eu sou um lutador que vou crescendo quando os rounds vão se passando e, porque eu me desgastei muito para bater o peso, o corpo deu ‘PT’ (perda total) no começo do segundo round”, escreveu o lutador.

Michel, quando contratado, afirmou que pretende levar um novo tipo de entretenimento aos fãs do UFC. Em sua estreia, o atleta conseguiu, de fato, cumprir com parte da promessa, mas decepcionou em sua segunda apresentação. Os fãs, no entanto, aguardam para ver o brasileiro novamente em ação.

O revés marcou a 10ª derrota na carreira do jovem atleta, que tem apenas 25 anos. Em seu cartel, soma-se 23 triunfos.

M. Pereira responde publicação do UFC_Brasil. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Veja a publicação de Michel

Ver essa foto no Instagram

 

@ufc @ufc_brasil @canalcombate @danawhite @spiderandersonsilva

Uma publicação compartilhada por Michel “Demolidor” Pereira (@michelpereiraufc) em

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário