Dedo no olho encerra luta principal do UFC Cidade do México em apenas 15 segundos e torcida se revolta

O dono da casa Yair Rodriguez acertou os olhos de Jeremy Stephens com os dedos e o duelo teve de ser ininterrompido; Torcida mexicana atirou copos no octógono

Stephens deixa o octógono sem enxergar. Foto: Reprodução / Twitter

Um verdadeiro anticlímax marcou a luta principal do UFC Cidade do México, evento realizado neste sábado (21). A torcida mexicana lotou a arena para apoiar Yair Rodriguez no embate diante de Jeremy Stephens. Mas o duelo chegou ao fim com apenas 15 segundos, devido a dedo no olho acidental aplicado pelo lutador local.

Veja Também

Vídeo: Assista à luta entre Yair Rodriguez x Jeremy Stephens no UFC Cidade do México
Bethe Pitbull salva noite brasileira no card preliminar do UFC Cidade do México

O golpe ilegal aconteceu logo na primeira troca de golpes, quando Rodriguez aplicou um chute baixo e Stephens encurtou para contragolpear. O mexicano esticou a mão para afastar o rival, mas os dedos acertaram os dois olhos do norte-americano.

Jeremy teve cinco minutos para se recuperar, mas ele sequer conseguia abrir o olho. O médico foi chamado para examinar o lutador e após o prazo de recuperação, o árbitro Herb Dean encerrou a disputa.

A torcida mexicana ficou enfurecida com o fim do combate e arremessou vários copos dentro do octógono, enquanto Rodriguez era um misto e emoções Ele chegou a subir nas grades no octógono para levantar a torcida, mas na sequência se sentou no chão e caiu no choro.

“Me desculpem. Não esperava que isso fosse acontecer. Não culpo Jeremy. Me preparei muito para essa luta, nós dois gastamos muito dinheiro e muita energia. É muito frustrante. Prometo que voltarei logo. Jeremy, me desculpe. Estou interessado em qualquer luta que me deem. É por isso que me preparo. Sou o número sete do mundo, e luto contra quem for. Vamos fazer essa luta de novo”, disse Yair ainda no octógono.

Stephens recebe assistência médica ainda no cage. Foto: Reprodução / Twitter

Resultados do UFC Cidade do México

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 65,7kg.): Yair Rodríguez e Jeremy Stephens termina sem resultado (No Contest) a 15s do R1

Peso palha (até 52,6kg.): Carla Esparza derrotou Alexa Grasso na decisão majoritária dos juízes (29-28, 28-28, 29-28)

Peso mosca (até 56,7kg.): Brandon Moreno e Askar Askarov empataram (28-28, 30-27 e 28-29).

Peso galo (até 61,2kg.): Irene Aldana derrotou Vanessa Melo na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-26)

Peso pena (até 65,7): Steven Peterson derrotou Martin Bravo por nocaute a 1m31s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso galo (até 61,2kg.): José Alberto Quiñonez derrotou Carlos Huachin na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena (até 65,7kg.): Kyle Nelson derrotou Marco Polo Reyes por nocaute técnico a 1m36s do R1

Peso palha (até 52,6kg.): Angela Hill derrotou Ariane Sorriso por nocaute técnico (interrupção médica) a 1m56s do R3

Peso mosca (até 56,7kg.): Sergio Pettis derrotou Tyson Nam na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio (até 77kg.): Paul Craig finalizou Vinícius Mamute com um mata-leão a 3m19s do R1

Peso galo (até 65,7kg.):  Bethe Pitbull derrotou Sijara Eubanks na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28,29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Cláudio Puelles derrotou Marcos Dhalsim na decisão unânime dos juízes (30-25 30-25 30-25)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário