Wanderlei Silva assina contrato para atuar no boxe sem luvas, diz site

Veterano, ex-campeão do PRIDE e lenda do MMA vai se apresentar no Bare Knuckle FC; adversário e data ainda não foram revelados

Wand descarta aposentadoria. Foto: Reprodução/Facebook Bellator

Novidade para alguns e não tanta para outros. Dono de uma agressividade mundialmente conhecida no mundo das lutas, Wanderlei Silva está próximo de dar mais um passo em sua carreira. Após fazer história atuando pelo PRIDE, UFC e, mais recentemente pelo Bellator, o atleta irá estrear no ‘Bare Knuckle’, uma espécie de boxe sem luvas. A informação foi divulgada pelo ‘FANSIDED’ e, posteriormente, pelo ‘BJPenn.com’. O adversário e local do duelo ainda não foram revelados.

Veja Também

DC sobre último desafio na carreira: ‘Pronto para sentir isso pela última vez’
Chael Sonnen arrisca próximo adversário de McGregor: ‘Justin Gaethje, por merecimento’
Treinador de St-Pierre acredita em duelo de pupilo com Khabib, mas diz: ‘Não seria nos leves’

Muitos acham exagero o fato de alguns atletas permanecerem atuando após ultrapassar uma determinada idade. No entanto, para outros mais vanguardistas, é uma satisfação poder prestigiar um atleta que ajudou a construir a história das artes marciais em atuação após tantos anos de serviços prestados.

No Bare Knuckle, Wanderlei, caso confirme presença na atração, será submetido a uma situação da qual já teve contato nos anos 90. O curitibano foi figura importante na divulgação e crescimento do IVC (International Vale Tudo Champioship). Nos confrontos, os atletas eram colocados sob condições extrema de violência nas quais as regras eram praticamente inexistentes.

Aos 43 anos, Wand, que nunca chegou a anunciar oficialmente sua aposentadoria atualmente mostra em suas redes sociais que vem mantendo a forma física. O atleta, que é entusiasta de ciclismo, hoje, traz em sua rotina passeios de bicicleta e exercícios físicos.

O último compromisso oficial do ‘Cachorro Louco’ aconteceu em setembro do ano passado, quando, junto ao Bellator, reeditou uma quarta luta entre ele e o Quinton Jackson, que, junto ao brasileiro, foi responsável por construir uma das maiores rivalidades da história do MMA. Wanderlei acabou derrotado, empatando o resultado entre os dois em 2×2 (Silva venceu duas lutas no PRIDE; Rampage triunfou uma pelo Ultimate e uma pelo Bellator).

Caso seja considerado o retrospecto do curitibano nos últimos anos, os números não ajudam o brasileiro. Em seus últimos 10 compromissos, o atleta foi derrotado em seis deles. No entanto, o lutador goza de prestígio pela fama construída no fim dos anos 90 e início dos anos 2000, quando o lutador chegou a ser considerado um dos homens mais temidos do mundo.

Em sua carreira no MMA, Wand soma 49 lutas, com 35 vitórias e 14 derrotas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments