Com sonho de cinturão, Greg Hardy quer fazer história no UFC: ‘Vou nocautear Lewis, Ngannou e Miocic’

Ex-jogador de NFL vem enfileirando vítimas e mira duelos contra a elite dos pesados em breve

G. Hardy sonha com título do Ultimate. Foto: Reprodução/Instagram @greghardyjr

Luta a luta, o peso pesado Greg Hardy vem mostrando que se tornou um profissional do MMA para ser respeitado. Ex-atleta da NFL (National Football League), o atleta que migrou para as artes marciais mistas em 2018 está construindo sua história no Ultimate e já mira o ponto mais alto da divisão. Hardy, que luta nessa sexta-feira (18), no UFC Boston, afirmou que quer fazer história na empresa e nocautear grandes nomes da categoria, como Derrick Lewis, Francis Ngannou e o atual campeão, Stipe Miocic. A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Saiba mais

Melissa Gatto é suspensa por um ano após ser flagrada em exame antidoping
Reyes se inspira em Weidman para chegar ao cinturão: ‘Vejo muito de mim nele. Ele veio do nada’
Rockhold trata como incerto retorno ao MMA: ‘Não estou interessado em lutar agora’

“Eu não sei se vocês se lembram, mas todo o meu ponto e objetivo nesta migração é vencer e mostrar que eu estou destinado a estar aqui. Mostrar que eu não sou um CM Punk (atleta do WWE que se deu mal ao se aventurar no MMA em 2016 e 2018)”, disse Greg.

O norte-americano fez questão de enfatizar que não caiu de paraquedas no esporte. Segundo Hardy, ele passou por todas as etapas necessárias para chegar na condição de atleta contratado pelo Ultimate sem fazer promoção de seu nome como antigo jogador de futebol americano para furar filas e conquistar um lugar mais fácil dentro do novo esporte.

“Eu mereci estar aqui. Passei por todas as fases. Percorri o circuito como amador, lutei para subir na Série Contender (Dana White’s Contender Series) como todos os outros. Defendi minha posição como lutador do UFC, como todo mundo faz, com adversários regulares”, declarou o gigante.

Com pouco mais de um ano atuando nas artes marciais mistas profissionalmente, Greg já realizou seis confrontos. O atleta saiu vencedor em cinco oportunidades e em todas conseguiu nocautes brutais no primeiro round. O único revés de sua carreira aconteceu logo em sua estreia pelo UFC, quando foi desqualificado após aplicar uma joelhada ilegal em Allen Crowder.

Após a derrota, Hardy atuou em mais duas ocasiões, batendo com facilidade Dmitry Smolyakov e Juan Adams.

Nesta sexta-feira, pelo UFC Boston, o norte-americano terá pela frente o estreante Ben Sosoli, que também é iniciante no esporte e soma um revés em seu cartel profissional. Caso vença, o ex-jogador tem planos altos para seu futuro. O atleta revelou o desejo de enfrentar e bater três competidores de alto nível e prestígio na companhia.

“Agora que estou recebendo meus créditos. Agora que estou entrando em confronto com a classe média do UFC, estou começando a me desenvolver. Quando se trata do ponto em que eu posso lidar comigo mesmo no ringue, ser profissional e dar um show, é aí que vamos para o topo e não vai parar”, disse o combatente. “Vai ser o mesmo nível que está. A cada dois meses. Vou nocautear Derrick (Lewis),  (Francis) Ngannou e Stipe (Miocic). Eu posso finalizar alguém também no meio do caminho. Nunca se sabe. Isso não vai parar”, finalizou o pesado.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário