Invicto na carreira, Reyes afirma ser homem que vai bater Jon Jones: ‘Sou um animal diferente’

Vindo de grande vitória sobre Chris Weidman, norte-americano expõe motivo pelo qual acha que pode derrotar o campeão meio-pesado

Dominick Reyes

D. Reyes (foto) aposta que pode vencer J. Jones. Foto: Reprodução/Instagram @domreyes24

Paciência e eficiência. Essas são duas qualidades que ajudaram a Dominick Reyes a figurar no radar do Ultimate como possível desafiante ao ‘todo poderoso’ Jon Jones. Invicto na carreira e vindo de grande vitória sobre o ex-campeão dos médios, Chris Weidman, o norte-americano se firma no posto de candidato a desafiante ao trono de ‘Bones’. Em entrevista após o UFC Boston, o atleta falou sobre sua expectativa em trocar forças contra Jones.

Saiba mais

Dana White
Dana White sobre McGregor: ‘Ele não é mais o cara. Agora, Khabib dá as cartas’
Gabriel Napão aplica duro nocaute em Pezão em evento de boxe sem luvas
H. Cejudo
Henry Cejudo volta a provocar Aldo: ‘Quero a cabeça do José’

“Sou um animal completamente diferente, meu. Eu sou Dominick Reyes”, afirmou o atleta.

Na função de entrevistador, Anthony Smith, ex-desafiante ao cinturão de Jon, perguntou ao combatente o que enxerga de falha no jogo do norte-americano e o que faria de diferente, caso enfrentasse o campeão meio-pesado, que vem batendo todos os que se candidatam a tentar tomar seu posto. Reyes, sem titubear, então, respondeu em tom de confiança.

“As mesmas coisas que você (Anthony Smith) viu são as mesmas coisas que eu estou vendo. Eu posso implantar o plano de jogo que você não foi capaz de implantar, é a mesma coisa. Todos nós vemos os mesmos buracos, mas, quando chegamos lá, as coisas não acontecem”, declarou Dominick.

O número quatro do ranking, no entanto, lembrou do último desafio de Jon, que, em uma verdadeira batalha, conseguiu mais uma defesa de título quando enfrentou o brasileiro Thiago Marreta. No entanto, ao contrário de outras vezes, o resultado veio na decisão dividida dos juízes, tamanho equilíbrio imposto pelo carioca.

“Thiago (Marreta) fez um pouco mais. Sinto que vou fazer tudo o que for necessário. Vou entrar ali e fazer a meu jogo. Vou deixar todas as fichas na mesa. É uma oportunidade única na minha vida e, tal como esta noite (contra o Weidman), não vou deixá-la passar. Não vou deixar de ir lá e fazer tudo o que estiver ao meu alcance para conseguir a vitória”, afirmou o norte-americano.

A cada luta, Reyes vem mostrando suas qualidades e já pode ser considerado um dos atletas mais perigosos da divisão. O combatente é jovem e, com apenas 29 anos, já se encontra no top 5 da categoria, atrás de nomes como os próprios Thiago Marreta e Anthony Smith; e, claro, Daniel Cormier.

Dominick, que estreou no MMA em dezembro de 2014, hoje, soma 12 combates e nenhuma derrota na sua carreira como atleta profissional.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário