Masvidal responde provocação de Nick Diaz: ‘Agora todos querem me enfrentar’

Norte-americano responde a irmão de Nate com tranquilidade e afirma não saber os próximos passo na carreira

J. Masvidal (foto) responde provocações de N. Diaz. Foto: Reprodução/Instagram @gamebredfighter

O ano de 2019 ficará para sempre marcado na história de Jorge Masvidal. Em menos de seis meses, a fama do atleta aumentou em uma proporção bastante significativa, rendendo ao lutador o protagonismo de um evento numerado, cifras milionárias e a criação de um cinturão simbólico. O entusiasmo foi tanto, que chamou a atenção de Nick Diaz, afastado do esporte há mais de quatro anos, que desafiou Jorge após o combatente bater seu irmão no UFC 244. Em entrevista ao programa ‘The Dan LeBatard Show‘, o atleta falou sobre a provocação e futuro no MMA.

Saiba mais

Ngannou acusa UFC de usá-lo como ‘escada’ para cinturão dos pesados: ‘Está claro para todos’
Dana recua e pode realizar duelo entre Adesanya e Romero: ‘Israel quer a luta e eu respeito isso’
Miocic não se empolga com trilogia contra Cormier: ‘Prefiro enfrentar Tyson Fury’

“Ele (Nick) está me pedindo uma luta? Estou entendendo direito ou ele está me convidando para caminhar em algum lugar? Ele está pedindo para lutar? Ele sabe para quem está pedindo um combate?”, questionou Jorge.

A resposta de Masvidal se deu em função de um comentário de Diaz, após declarar em entrevista recente que se irritou com uma declaração de Jorge, na qual ele afirmou que batizaria Nate antes do UFC 244. A fala ofendeu Nick, que tomou as dores do irmão mais novo e sugeriu um combate entre ele e o dono do cinturão de ‘mais duro do esporte’.

Masvidal, no entanto, falou com ironia sobre os desafios que vem recebendo. Segundo o meio-médio (até 77kg.), poucos queriam enfrentá-lo quando ele não figurava na elite de sua categoria e não ostentava o cinturão simbólico do UFC.

“Muitas pessoas estão dizendo meu nome agora. Eles não queriam lutar comigo antes, tipo, um ano ou dois anos atrás. Todos querem me encarar agora. É muito engraçado para mim, porque esses mesmos caras não queriam me enfrentar antes”, disparou Jorge.

Em 2019, Masvidal realizou três grandes combates e saiu vitorioso com grandes performances em todas elas. Uma das mais impactantes, que lhe rendeu o direito de realizar uma super luta contra Nate, foi o nocaute aplicado sobre Ben Askren, em setembro, que chocou o mundo ao terminar a luta com apenas cinco segundos de seu início.

No momento, o norte-ameriano não sabe os rumos que a carreira irá tomar. Segundo Dana White, presidente do Ultimate, com os últimos resultados, Masvidal abriu um leque de possibilidades dentro do UFC. O combatente, no entanto, não sabe o que acontecerá em seguida.

“Nós não sabemos o que virá depois. Todo mundo está em busca de dinheiro. O próximo desafio será a pessoa que irá colocar o maior número de zeros na minha conta. Seja quem for”, finalizou o combatente.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário