Empresário de McGregor confirma negociações para duelo contra Cerrone: ‘Está em andamento’

Audie Attar, representante do irlandês, diz que anúncio da luta deve acontecer nas próximas semanas

D. Cerrone (dir.) e C.McGregor (esq.) podem se enfrentar em 2020. Foto: Reprodução/Instagram @cowboycerrone

Após anunciar seu retorno ao MMA para janeiro, Conor McGregor pode estar próximo de ter confirmado seu novo oponente. Segundo o empresário do irlandês, Audie Attar, as negociações estão encaminhadas para anunciar, em breve, o duelo do ex-campeão dos penas (até 65,7kg.) e leves (até 70,3kg.) contra Donald Cerrone. A informação foi divulgada pelo representante do ‘Notório’ ao ‘South China Morning Post’.

Saiba mais

Rockhold não crava aposentadoria, mas afirma: ‘Estou feliz sem lutar’
Jon Jones ironiza desafio de Blachowicz: ‘Você não parece pronto’
Dana se empolga com possível luta entre Jędrzejczyk e Weili Zhang: ‘Vai ser muito divertida’

“Eu diria que está bem encaminhado. Nós tivemos uma reunião com eles (representantes de Donald). Estamos com um entendimento muito bom. Eu gostaria que o anúncio pudesse acontecer nas próximas semanas,” afirmou o representante de Conor.

Esta não é a primeira vez que o confronto entre McGregor e Cerrone se torna pauta do Ultimate. Em janeiro deste ano, depois que Donald bateu Alexander Hernandez com um belo nocaute, e quebrou o recorde de bônus pós-lutas do UFC, o irlandês foi às redes sociais elogiar o norte-americano. O ‘Cowboy’, então, aproveitou a oportunidade para sugerir um confronto entre ambos, que foi prontamente aceito por Conor. As negociações, na época, no entanto, não avançaram.

Depois que o irlandês deu início na promoção de seu retorno ao octógono, já que não atua desde outubro do ano passado, quando foi derrotado por Khabib Nurmagomedov, em combate válido pelo cinturão dos leves (até 70,3kg.), um verdadeiro exército de atletas se ofereceu para enfrentar o ‘Notório’.

De início, McGregor pediu um combate contra Frankie Edgar, recentemente derrotado por Max Holloway em combate que valia o cinturão dos penas. O norte-americano havia revelado que pretendia descer para os galos (até 61,2kg.), desta forma, a diretoria logo descartou a vontade do irlandês.

Após a negativa do UFC, Cerrone aproveitou e deu início a uma nova investida em um confronto contra Conor. Vindo de derrota para Justin Gaethje, Donald busca reencontrar a vitória, voltar a subir no ranking e, claro, vê com bons olhos a oportunidade de enfrentar um atleta que é famoso por conquistar cifras milionárias em suas apresentações junto a seus rivais.

Recentemente, Cerrone havia informado ao ‘TMZ Sports’ que, de fato, sua equipe e a do irlandês estavam negociando um encontro para o ano que vem.

Em coletiva realizada na Rússia há algumas semanas, o ex-campeão informou, sem revelar o oponente, contou que irá se apresentar em 18 de janeiro, em Las Vegas. O Ultimate, apesar de confirmar a vontade de oficializar um card na mesma data e local, não confirmou a versão do irlandês.

A última vitória de Conor pelo Ultimate aconteceu novembro de 2016, quando bateu Eddie Alvarez pelo título dos leves, se tornando o primeiro atleta da história da empresa a ostentar dois cinturões simultâneos.

Atualmente, McGregor figura na terceira posição no ranking da categoria, enquanto Donald, que vem de duas derrotas seguidas, está na quinta colocação.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário