Alistair Overeem desabafa sobre morte de enteada de atleta do Ultimate: ‘Enjoador’

Holandês comenta tragédia pessoal vivida por Walt Harris após a morte de Aniah Blanchard; norte-americano enfrentaria holandês na luta principal do card deste sábado

A. Overeem (foto) lamentou a morte de enteada de W. Harris. Foto: Reprodução/Facebook UFC

O Ultimtate viveu dias de luto na última semana. Após a confirmação da morte de Aniah Blanchard, enteada de Walt Harris, peso pesado (até 120,2kg.) da companhia, que estava desaparecida desde outubro, milhares de pessoas se sensibilizaram com o caso e mandaram mensagens de apoio ao lutador. Alistair Overeem, que deveria enfrentar Harris na luta principal do UFC Washington, neste sábado (7), comentou sobre a tragédia na vida do rival no esporte. A declaração foi feita em entrevista ao programa ‘The Ariel Helwani’s MMA Show’.

Saiba mais

Ultimate projeta Jan Blachowicz contra Corey Anderson para o UFC Rio Rancho, em fevereiro
Weili Zhang defende título contra Joanna Jędrzejczyk no UFC 248, diz site
Holly Holm encara Raquel Pennington no UFC 246, diz site

“É bem triste o que aconteceu. É enojador, na verdade. Ele (Walt Harris) é um cara bom, humilde. O vejo como um amigo. Veio essa notícia, estava acompanhando no ‘Twitter’. Infelizmente, há alguns dias, veio a confirmação de que acharam o corpo da enteada dele. Meu coração ficou partido, vai ser um período horrível para ele”, desabafou Overeem.

A perda da enteada veio em um momento em que Walt vivia uma grande fase na carreira. O norte-americano não perde há quatro lutas e, no embate contra Overeem, poderia, em caso de vitória, se aproximar da elite dos pesados.

Harris deixou o card em novembro para poder se dedicar nas buscas da filha de sua esposa. O atleta recebeu apoio do Ultimate tendo, inclusive, o suporte de Dana White. No caso, o mandatário da empresa chegou a oferecer US$30mil (cerca de R$120mil) para ajudar nas investigações sobre o desaparecimento de Aniah.

Depois de que deixou o card, Harris acabou substituído por Jairzinho Rozenstruik. O atleta do Senegal, que atuou recentemente, no UFC 244, quando derrotou o ex-campeão dos pesados, Andrei Arlovski, não hesitou ao aceitar o desafio contra um dos ícones do esporte.

Atualmente, Jairzinho ocupa a 14ª posição no ranking da divisão, enquanto Alistair figura na sexta. Uma vitória sobre o holandês pode garantir um salto para a linha de frente por uma chance de lutar pelo cinturão no futuro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário