Khabib sobre enfrentar Ferguson: ‘Mais motivado do que nas minhas últimas lutas’

Russo admite treinar com maior intensidade para duelo contra norte-americano, a quem considera o maior desafio de sua carreira

K. Nurmagomedov (foto) é favorito contra Poirier. Foto: Reprodução/Instagram @khabib_nurmadomedov

Em 18 de abril de 2020, os fãs de MMA irão parar para assistir um dos duelos mais aguardados da história recente do esporte. Em Nova York, Khabib Nurmagomedov irá realizar uma nova defesa de cinturão dos leves (até 70,3kg.) ao encarar Tony Ferguson no encontro de dois expoentes da modalidade. Em coletiva ocorrida na Rússia, o atleta mostrou respeito ao próximo oponente e admitiu maior motivação para encarar ‘El Cucuy’. A fala do ‘Águia’ foi reproduzida pelo ‘MMARusContext’.

Saiba mais

Alistair Overeem desabafa sobre morte de enteada de atleta do Ultimate: ‘Enjoador’
Ultimate projeta Jan Blachowicz contra Corey Anderson para o UFC Rio Rancho, em fevereiro
Weili Zhang defende título contra Joanna Jędrzejczyk no UFC 248, diz site

“Para ser honesto, eu não tive tanta motivação nas minhas últimas lutas. (Al) Iaquinta), Conor (McGregor), (Edson) Barboza, (Dustin) Poirier. Eles não são os mesmos do que Tony Ferguson. Estou sentindo um fogo por dentro de novo”, afirmou.

Embora seja um dos atletas mais dominantes da empresa, ocupando, inclusive, a segunda posição no ranking dos melhores peso por peso, atrás apenas de Jon Jones, Khabib admite que não se apoia no ótimo retrospecto e nem na carreira perfeita (sem derrotas) que construiu até hoje no MMA. O russo tem total consciência dos perigos que irá encontrar ao trocar forças com um atleta invicto há 12 combates.

“Vou treinar mais para essa luta, porque tenho meu adversário mais perigoso. Ele é adversário muito bom e muito perigoso”, disse Nurmagomedov.

Os dois atletas retornaram ao MMA em 2019 após mais de seis meses afastados do octógono. Tony retornou antes. O norte-americano, que havia atuado pela última vez no mesmo card que o russo, em outubro, pelo UFC 229, encarou, em junho, Donald Cerrone. Na ocasião, ‘El Cucuy’ bateu ‘Cowboy’ por nocaute e somou sua 12ª vitória em sequência.

Khabib, por sua vez, voltou ao Utimate para disputar a unificação do título dos leves contra o ex-campeão interino, Dustin Poirier. No UFC 242, realizado em Abu Dhabi, em setembro, o russo fez valer o favoritismo e finalizou o norte-americano no terceiro round.

Aos 31 anos, Nurmagomedov tem 28 apresentações e nunca sentiu o gosto da derrota em sua carreira como atleta nas artes marciais mistas.

Tony, de 35, tem 28 apresentações, com 25 vitórias e apenas três reveses. O norte-americano foi batido pela última vez em maio de 2012, quando foi batido por Michael Johnson.

 

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário