Caso vença Overeem neste sábado, Jairzinho quer luta contra Ngannou: ‘Gigantes assustadores’

Atleta do Suriname espera manter invencibilidade na carreira no UFC Washington para desafiar franco-camaronês

J. Rozenstruik (foto) quer encarar F. Ngannou no futuro. Foto: Reprodução/Instagram @jairzinho.rozenstruik

O do Suriname Jairzinho Rozenstruik está próximo de disputar a luta mais importante de sua carreira, até o momento, quando, neste sábado (7), trocará forças contra Alistair Overeem na luta principal do UFC Washington. Caso vença, o atleta dará um grande salto na divisão dos pesados (até 120,2kg.) e já tem um próximo alvo em vista: o perigoso Francis Ngannou. Em entrevista ao repórter da ‘ESPN’, Ariel Helwani’, o gigante falou sobre o encontro contra o holandês e a expectativa de desafiar o franco-camaronês no futuro.

Veja Também

Renato Moicano sobe para os leves e desafia Clay Guida para luta no UFC Brasília
Perto de estrear pelos galos, Aldo quer lutar mais sete anos: ‘Vou até os 40’
Kamaru Usman afirma que divisão dos meio-médios é a mais dura do UFC

“Para mim, derrotar Alistair Overeem significa muito, mas a luta que estou procurando é contra Francis Ngannou. Ele é grande, assustador e eu acho isso incrível. Você coloca dois pesados que são fortes e batem duro para uma guerra no octógono. Eu gosto de combates empolgantes. Para mim, seria um embate espetacular. Esse é o objetivo de agora”, afirmou Jairzinho.

Rozenstruik acabou ‘caindo de paraquedas’ na luta principal deste final de semana. O atleta topou o desafio de encarar Overeem de última hora, após um dos protagonistas, Walt Harris, deixar o card para tratar de um drama familiar vivido após o desaparecimento de sua enteada.

O lutador de Suriname não titubeou e enxergou no combate contra Alistair a oportunidade de deixar a 14ª posição que ocupa atualmente no ranking para tentar figurar na elite, em caso de vitória. O atleta teve pouco mais de um mês para se preparar para o duelo contra o holandês, pois havia atuado no UFC 244, realizado no início de novembro, quando, na oportunidade, derrotou o ex-campeão, Andrei Arlovski, por nocaute com menos de 30 segundos de apresentação.

Embora respeite Overrem, Jairzinho volta a deixar claro que seu objetivo maior é se credenciar para encarar Francis, que tem, a cada apresentação, se destacado e comprovado ser um dos atletas mais perigosos do MMA na história recente.

“Queremos ser os melhores do mundo. Para isso, devemos vencer o melhor. Nós somos profissionais e eu quero essa luta. Eu contra Francis Ngannou. É um grande desafio. Quero fazer este combate por mim e pelos fãs. Acho que todos gostariam de assistir”, finalizou o gigante.

Jairzinho estreou no UFC em fevereiro deste ano e, com apenas três apresentações, conseguiu figurar no grupo dos 15 principais atletas de uma das categorias mais perigosas da empresa. Aos 31 anos, Rozenstruik se apresentou em nove oportunidades, vencendo oito por nocaute e apenas uma na decisão dos juízes.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments