‘Paraense Voador’ promete acrobacias em luta contra Diego Sanchez: ‘Vai ter show’

Vindo de derrota, Michel Pereira garante boa performance contra veterano do Ultimate no UFC Rio Rancho, em fevereiro

M. Pereira em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Após impressionar em sua estreia pelo Ultimate, quando nocauteou Danny Roberts com menos de dois minutos, Michel Pereira foi do céu ao inferno ao conhecer a derrota na organização em seu compromisso seguinte. Após abusar de ‘acrobacias’, o paraense viu seu gás acabar e acabou batido por Tristan Connelly na decisão unânime dos juízes. Para seu próximo desafio, contra o veterano Diego Sanchez, em 15 de fevereiro, pelo UFC Rio Rancho, Michel garante que o resultado será diferente, mas que não mudará seu estilo de luta. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o atleta valou sobre o assunto.

Veja Também

Vídeo: Khabib vira ‘Super Mário’ e tem trajetória no MMA contada em game
Algoz de Bulldoguinho é flagrado em doping e derrota no UFC 243 pode ser anulada
Ronaldo Jacaré retorna ao peso médio e enfrenta Uriah Hall em abril

“Eu tenho sido criticado desde que entrei no UFC. É porque (seu estilo) não é algo normal de se ver. Nem todo mundo faz isso, mas é meu jeito. Para mim, é como dar um soco. Eu vou fazer isso. Se preparem para o show”, afirmou o brasileiro.

Após assinar o contrato para o maior desafio de sua carreira, até o momento, Pereira admitiu que não conhecia Diego, que em fevereiro completará sua 31ª luta pela empresa, sendo um dos atletas com maior número de apresentações na companhia.

“Eu tive que pesquisar (sobre Sanchez). Eu, realmente, sou muito ruim com nomes, mas depois eu vi uma foto ou algo do tipo, e eu vi quem era. Eu não assisti suas lutas recentes. Vi apenas uma apresentação para saber de quem eles estavam falando. Eu não assisto tantas lutas assim”, disse Michel.

Mesmo longe de seu auge, Sanchez já atravessou bons momentos dentro do Ultimate, inclusive disputou o título dos leves contra BJ Penn, em 2009, quando acabou derrotado.

O ‘Paraense Voador’, como tem sido chamado, no entanto, fez questão de manifestar sua gratidão ao UFC por entregar um grande nome para o próximo compromisso. Sem conhecer a a fundo sobre carreira de Diego, Pereira, porém, mostrou respeito pelo rival.

“Esse cara tem história no UFC. Os fãs amam ele e ele fez grandes lutas. É apenas minha terceira apresentação e o Ultimate me dá um grande nome. Isso é muito importante para a minha carreira. Estou feliz por esse desafio. Ele fez grandes coisas para o MMA e tenho certeza que vamos dar um grande show para os fãs das artes marciais mistas”, finalizou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments