Após confirmação de luta, Durinho esbanja respeito a Demian Maia: ‘Vou honrar a oportunidade’

Brasileiro enaltece chance de encarar compatriota e garante foco para combate no UFC Brasília, em março

G. Durinho (foto) em vitória no UFC Fort Lauderdale. Foto: Reprodução/Twitter gilbertdurinho

O meio-médio (até 77kg.) Gilbert Durinho não poderia estar mais feliz com a confirmação de seu próximo compromisso. O atleta foi confirmado como adversário de Demian Maia na luta co-principal do UFC Brasília, que acontece em 14 de março, e garantiu postura respeitosa ao tratar o desafio de encarar uma lenda do esporte. Em entrevista ao ‘Combate’, o niteroiense falou sobre a alegria de trocar forças contra o paulista.

Saiba mais

Conor McGregor surge mais forte em imagem dias antes do UFC 246
Após derrota para ‘Zumbi Coreano’, Edgar garante migração para os galos: ‘Sempre foi o plano’
Ben Askren crava Jorge Masvidal como melhor atleta de 2019: ‘Infelizmente, mereceu’

“Acho que é uma luta importante, muito difícil. Quem não respeita o Demian é muito burro, e eu o respeito e admiro muito”, disse Durinho.

Embora reconheça os feitos do compatriota dentro do esporte, Gilbert visualiza que um resultado positivo é primordial para continuar sua escalada rumo ao topo da categoria. Contra Maia, que é o atual sexto do ranking, o niteroiense pode conseguir chegar de vez à elite da divisão.

“Uma vitória contra ele me faria crescer muito na categoria, me colocaria no top 6. Todo mundo vê como um lutão, e, na minha cabeça, o Demian é um leão, mas não tem essa de leão velho. Leão é leão. Tenho todo respeito pelo Demian, vou honrar essa oportunidade que ele e o time dele estão me dando, e vou trabalhar duro. Estou confiante numa vitória, mas o trabalho já vem sendo feito. Não estou ali por acaso e quero mostrar que cheguei na categoria”, contou o lutador.

Além de confirmado o desafio contra o compatriota, o combate no UFC Brasília tem outro fator motivante para Gilbert. Segundo o brasileiro, a oportunidade de atuar logo no primeiro trimestre do ano abre oportunidades para que ele realize mais combates ao longo de 2020.

“Lutar no começo do ano é ótimo. Sempre tento fazer isso, mas nem sempre consigo. Acabei de renovar meu contrato com o UFC, tenho cinco lutas nesse contrato e quero fazer o máximo de lutas que eu puder esse ano. Se as lutas forem ao meu favor, se tiver boas vitórias, posso me credenciar ao cinturão, mas o objetivo é estar sempre o mais ativo possível”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário