Jon Jones confirma torcida para Donald Cerrone no UFC 246

Campeão meio-pesado não arrisca resultado, mas gostaria que ex-companheiro de treinos derrotasse Conor McGregor

J. Jones (foto) admite torcida para D. Cerrone no UFC 246. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

É impossível prever o que acontecerá na luta principal do UFC 246, neste sábado (18), quando Conor McGregor retorna ao octógono após mais de um ano de inatividade para encarar Donald Cerrone. No entanto, o norte-americano ganhou uma torcida de peso para o confronto. Em entrevista ao ‘BT Sport’, o campeão dos meio-pesados (até 93kg.) declarou sua torcida ao ‘Cowboy’, mas não arriscou um palpite sobre o resultado final.

Saiba mais

Demetrious Johnson enfrenta Adriano ‘Mikinho’ pelo cinturão dos moscas do ONE em abril
Médico do UFC confirma McGregor em melhor forma da carreira para UFC 246
Após fim do contrato com o UFC, Thiago Pitbull não descarta aposentadoria aos 36 anos

“Estou muito feliz por ‘Cowboy’ Cerrone, sendo um atleta de Albuquerque (EUA), por ter essa grande oportunidade. Cowboy e eu sempre vamos ter uma conexão, então, estou torcendo para ele”, afirmou ‘Bones’.

Jones, no entanto, aproveitou a oportunidade para elogiar o rival do norte-americano para este final de semana. O campeão meio-pesado afirmou que respeita McGregor pelos serviços prestados durante todo o tempo em que trabalha para o UFC.

“Ao mesmo tempo, temos Conor McGregor. Eu amo tudo o que ele tem feito pelo esporte. Um grande negociador, e ele trouxe muita conscientização para nosso esporte”, disse Jon.

Ao fim, quando perguntado sobre quem sairia vencedor do aguardado confronto, o campeão preferiu se manter ‘em cima do muro’. Ciente de que os fãs de MMA terão um grande espetáculo, ‘Bones’ se limitou a uma resposta cordial para ambos os lados.

“Que o melhor homem vença”, finalizou.

Enquanto permanece na torcida por Donald, Jones se prepara para realizar mais uma defesa de cinturão. O norte-americano irá enfrentar Dominick Reyes na luta principal do UFC 247, em 9 de fevereiro, em Houston, nos Estados Unidos.

Esta será a terceira defesa de título de Jon depois de ter perdido o cinturão após ser flagrado em um exame antidoping. O atleta conquistou o posto de número um depois de bater Alexander Gustafsson na luta principal do UFC 232. O atleta vem de vitórias sobre Anthony Smith e Thiago Marreta.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário