Em clima amigável, McGregor e Cerrone trocam gentilezas antes do UFC 246

Na coletiva que precede o evento deste sábado, os protagonistas da noite fugiram das provocações e promoveram um evento amistoso em Las Vegas

C. McGregor (esq.) e D. Cerrone (dir.) após coletiva que precede o UFC 246. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Os fãs de MMA puderam ter uma prévia do confronto  que acontece neste sábado (18), na luta principal do UFC 246, em Las Vegas (EUA). Na coletiva realizada por Conor McGregor e Donald Cerrone, na noite desta quarta-feira (16), os protagonistas da noite frustraram os planos de quem imaginava um encontro recheado de polêmicas e provocações. Pelo contrário. Os combatentes mostraram muito respeito e trocaram gentilezas em todas as oportunidades que tiveram de falar sobre o outro.

Veja Também

Próximo de retorno, McGregor não descarta nova luta contra Aldo: ‘Nunca diga nunca’
Cris Cyborg se oferece para ajudar Claressa Shields na transição para o MMA
Claudinha Gadelha acredita que vitória no UFC 246 vai aproximá-la de disputar cinturão

Durante quase 40 minutos, os combatentes conversaram com repórteres e fãs  e responderam perguntas sobre as expectativas para o duelo. O primeiro a entrar no local foi Donald, muito aplaudido pelo público, como de costume. McGregor veio em seguida, também levantando as pessoas que estavam presentes no evento.

Com ar sereno, Conor, nem de longe, aparentava a figura que ficou conhecida no mundo todo por seu estilo provocador e provocativo.  Pelo contrário. Calmo e comedido, o irlandês fez questão de cumprimentar Donald com um aperto de mão.

Sem levantar a voz ou ofender o rival, McGregor, no entanto, continuou mostrando a confiança de sempre. O atleta confirmou estar em sua melhor fase na carreira e, quando questionado sobre como visualizava o fim do combate, o ‘Notório’ não titubeou.

“Estou indo para o nocaute”, disparou.

McGregor também confirmou os planos ambiciosos para 2020. Segundo o irlandês, além do desejo de voltar a vencer pelo Ultimate – algo que não acontece desde 2016 -, o lutador afirmou que gostaria de disputar o título dos meio-médios (até 77kg.) e afirmou querer atuar pelo cinturão do ‘Mais Casca-Grossa’, que pertence a Jorge Masvidal.

“Estou interessado nos dois. Eu gostaria de lutar primeiro pelo cinturão do ‘Mais Casca-Grossa’, e depois iria para o título de verdade”, disse Conor, que finalizou contando como se sente atuando novamente entre os meio-médios: “Estou me curtindo nessa divisão. Estou abaixo do peso nesse exato momento. Me sinto bem. Com energia, leve, rápido, exato e preciso. Me sinto bema aqui”, contou.

Enquanto Conor traçava os planos e não provocava o adversário, Donald era só sorrisos e, por mais de um momento, agradeceu ao irlandês pela oportunidade da disputa. Segundo o norte-americano, enfrentar o ‘Notório’ era um desejo antigo, que se tornará realidade neste final de semana.

“O cara (McGregor) mudou o esporte. Eu tiro o meu chapéu para ele”, disse Donald, retirando, literalmente, seu adereço.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments