Johnny Walker garante que vai permanecer treinando com mentor de Georges St. Pierre

Mesmo após derrota no UFC Brasília, meio-pesado afirma que continua trabalhando com Firas Zahabi

J. Walker posa com F. Zahabi e G. St.Pierre. Foto: Reprodução/Instagram @johnnywalker

Depois de sofrer o primeiro revés desde que estreou pelo Ultimate, Johnny Walker decidiu alterar seus planos de treinos e passou a trabalhar com Firas Zahabi, responsável por moldar o talento do lendário Georges St. Pierre. Sob os cuidados do novo mentor, o brasileiro acabou perdendo novamente em sua última apresentação, realizada no último sábado (14), em Brasília. Mesmo com o novo resultado negativo, Walker garantiu que permanecerá como aluno de Firas e, em publicação no Instagram, afirmou que vai buscar a evolução para retomar o caminho das vitórias.

Veja Também

Os melhores filmes de luta para assistir durante a quarentena
Ben Askren sugere solução inusitada pra realizar ‘Khabib x Ferguson’ durante quarentena
Dana White mantém otimismo sobre UFC 249: ’Querem apostar que vai acontecer?’

“Muito obrigado, Firas Zahabi, por todo o treinamento. Nós sabemos que não tivemos muito tempo para corrigir os erros no meu jogo, mas eu vou voltar a Montreal o mais breve possível para melhorar tudo. Eu tenho muito para aprender e estou ansioso para aprender com você. Vamos trabalhar e chegar lá”, escreveu o brasileiro.

O meio-pesado chegou de forma meteórica ao UFC. Após três apresentações imponentes, com nocautes devastadores, o atleta não demorou muito para cair nas graças dos fãs e até da diretoria. Logo, Walker foi escalado para atuar contra Corey Anderson, um dos candidatos à disputa de cinturão da categoria.

Contra Anderson, o brasileiro acabou sucumbindo e foi batido por nocaute no UFC 244, realizado em novembro. Após o revés, o brasileiro passou a ser criticado por uma parcela dos entusiastas do MMA, que questionavam seu real talento.

A situação de Johnny se complicou depois do revés para Nikita Krylov, no último final de semana. O brasileiro, no entanto, segue sendo considerado um dos melhores nomes da categoria e, agora, aguarda o próximo compromisso para provar ao mundo que pode atuar em alto nível dentro do grupo encabeçado por Jon Jones.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário