Presidente do Bellator questiona vontade de Quinton Jackson em permanecer no MMA

Scott Coker revelou que vai ter uma reunião com lenda do esporte para definir futuro do combatente na organização; em sua última apresentação, norte-americano se mostrou fora de forma

Q. Jackson em atuação pelo Bellator.. Foto: Divulgação Bellator

Um grande ícone da história do MMA, Quinton ‘Rampage’ Jackson pode estar com os dias contados no Bellator. Segundo o presidente da organização, Scott Coker, a diretoria se reunirá com o combatente de 41 anos para avaliar sua ambição de seguir no esporte, já que, em seus últimos compromissos, o atleta se apresentou fora de forma, longe de mostrar o vigor físico que impressionava há alguns anos.

Veja Também

Mirando o top 5 dos leves, Do Bronx sugere luta contra Donald Cerrone ou Conor McGregor
Jacaré elogia Borrachinha, mas faz alerta sobre lesões do compatriota: ‘É novo para se machucar tanto’
UFC negocia luta entre Raphael Assunção e Cody Garbrandt para 6 de junho

“Eu acho que Rampage tem que decidir em qual divisão ele quer lutar. É disso que se trata. Nós cumprimos nossas obrigações com ele e ainda estamos conversando com seu empresário. Nós temos uma boa relação com ele e Tiki (Ghosn), e é questão de saber: ele ainda quer fazer isso? Ele ainda quer ir lá e lutar? Porque tem horas na carreira de um lutador que é como: ‘Pronto. Eles fizeram tudo o que podiam no esporte”, disse Scott ao ‘MMA Junkie’.

A fala do chefão pode ter sido influenciada pela última apresentação de Quinton, em dezembro do ano passado. Na ocasião, o atleta voltou ao Japão -onde ganhou notoriedade mundial ao ser um dos grandes nomes do extinto ‘PRIDE’, no início dos anos 2000 – e trocou forças contra o também lendário Fedor Emelianenko na divisão dos pesados (até 120,2kg.).

Enquanto o russo de 43 anos se mostrava em forma, Jackson acabou protagonizando uma cena bizarra ao subir no ringue visivelmente acima do peso e sugerindo um certo desleixo. A ação gerou críticas por parte dos fãs e imprensa especializada.

Na luta contra Fedor, Rampage acabou sendo facilmente batido por um nocaute a menos de 3m do primeiro round. O revés marcou a terceira derrota do norte-americano em cinco apresentações pelo Bellator.

Sem tirar os méritos da carreira de Rampage, que já ostentou o título de campeão meio-pesado (até 93kg.) do UFC, Coker colocou em cheque a permanência do combatente na empresa. Scott, porém, afirmou que tudo será decidido a partir de uma conversa com seu funcionário.

Rampage é uma lenda. Ele já conquistou tudo. Ele não tem mais nada a provar para ninguém, nem para mim. Eu acho que isso é uma conversa que teremos que ter com ele, mas Tiki (empresário) está dizendo que ele quer retornar para os meio-pesados, se ele realmente quiser continuar. Nós definitivamente teremos essa conversa”, finalizou o mandatário.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments