Após sete anos, Lyoto Machida se reencontra com Phil Davis, mas nega sentimento de vingança

Quando atuavam pelo UFC, brasileiro foi derrotado de forma duvidosa, porém avisou que a polêmica ficou no passado

L. Machida (esq.) e P. Davis (dir.) se enfrentaram em 2013, quando ainda estavam no UFC. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Sete anos. Esse foi o tempo que Lyoto Machida aguardou para acertar as contas com Phil Davis e o tira-teima acontecerá no Bellator 245, evento que será realizado na sexta (11), nos EUA. No entanto, o brasileiro não vai para o novo encontro com seu algoz querendo se vingar da polêmica derrota sofrida em seu país, quando ainda atuavam no UFC.

Na coletiva de imprensa pré-luta, ‘The Dragon’, que volta ao peso meio-pesado (93kg), analisou o novo duelo, acredita que o adversário usará a mesma estratégia que o fez ter sucesso no passado, o elogiou, mas revelou que irá propor o combate e planeja vencer pela via rápida.

Veja Também

Kamaru Usman analisa duelo entre Colby Covington e Tyron Woodley: ‘Adoro essa luta’
Lenda do UFC, Randy Couture sofre acidente com quadriciclo e passa por cirurgia
Dana White não se empolga com suposto retorno de Nick Diaz ao MMA: ‘Fala isso há anos’
Thomas Almeida promete ser um lutador diferente em seu retorno: ‘Meu foco é ser completo’
Em vídeo, Borrachinha provoca Adesanya: ‘Corra pela sua vida, Runnersanya’

“O Bellator me ofereceu essa luta. Nunca tive o sentimento de revanche na minha vida. Para mim, o que passou, passou. Minha cabeça está boa quanto a isso. Davis é uma boa luta para mim. Lutamos há sete anos e muita coisa mudou. É claro que ele tentará me derrubar. Ele gosta de pontuar, controlar a luta e meu trabalho é não deixar que fique confortável. Vou procurar a luta desde o início e pretendo nocautear ou finalizar. Luta é luta e não tenho um adversário qualquer. Davis é ex-campeão do Bellator. Tenho que dar o meu melhor e estar preparado para qualquer situação”, disse Lyoto.

Veterano do esporte, Lyoto, de 42 anos, informou que ainda se sente bem e que só irá se aposentar, quando sua meta se tornar realidade.

“Estou preparado, tive um grande camp e aguardo essa luta. Tenho sorte de não ter sofrido muitas lesões e danos ao longo da minha carreira. Não tenho um prazo de validade. É claro que não lutarei por muito tempo, mas ainda quero lutar, me desafiar. Tenho objetivos e, quando alcançá-los, me aposento”, informou.

Tudo indica que o vencedor da luta principal do Bellator 245 será o desafiante dos meio-pesados, já que Scott Coker, presidente da organização, e Vadim Nemkov, campeão da categoria, mencionaram a importância do duelo, mesmo assim, o brasileiro minimizou o fato, pois seu foco é vencer Davis.

“Nemkov foi muito bem contra Bader. Ele é jovem, está crescendo no Bellator, mas não presto atenção nisso. Meu foco está em vencer Davis. Uma coisa de cada vez. O Bellator quer que o vencedor dessa luta seja o desafiante, mas essa não é a minha prioridade. Tenho um grande obstáculo na minha frente, uma batalha, porque Davis é um grande lutador, completo. Não quero pensar no futuro”, finalizou.

Lyoto Machida, ex-campeão do peso meio-pesado do UFC, assinou com o Bellator em 2018 e disputou três lutas pela organização, tendo vencido duas e perdido uma. A revanche contra Phil Davis marcará sua volta à categoria na qual brilhou no passado. A última aparição do brasileiro foi na derrota diante de Gegard Mousasi, seu rival, em setembro de 2019.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments