Adesanya apimenta rivalidade com Jon Jones, mas surpreende com declaração: ‘Eu era um fã’

Campeão dos médios revela acompanhar ter admirado ‘Bones’ e garante ter estudado as formas de derrotá-lo

Foto: Reprodução/Instagram

Desde que se tornou campeão linear dos médios (até 83,9kg.), em outubro do ano passado, Israel Adesanya e Jon Jones têm se provocado e dado indícios que uma eventual luta entre eles será inevitável. Embora esbanje confiança, o nigeriano, no entanto, surpreendeu com uma declaração no ‘Twitter’, admitindo ter admirado ‘Bones’ no passado.

Veja Também

Evento de Borrachinha e Adesanya atinge marca expressiva e é o 3º mais assistido de 2020
Thiago Marreta pede luta contra Israel Adesanya e promete: ‘Farei melhor que Borrachinha’
Vídeo: Menos de uma semana após derrota, Borrachinha volta a treinar: ‘Para desespero de alguns’
Chris Weidman compara estilos de Israel Adesanya e Anderson Silva e dispara: ‘Luta fácil’

“Eu tenho acompanhado você desde o UFC 94 (2009). Quedas laterais, cotoveladas giratórias. Vi você se fod** repetidas vezes, cometendo os mesmos erros. Eu segui te defendendo. Eu era um fã. Acho que, sendo um fã, eu aprendi como derrotar você. Que grande ironia. Um desenho real”, escreveu Adesanya.

A luta citada por Israel marcou a segunda apresentação de ‘Bones’ com as luvas do UFC. Na ocasião, o norte-americano, que se tornaria o atleta mais dominante da história dos meio-pesados (até 93kg.), derrotou Stephan Bonnar na decisão unânime dos juízes. Pouco mais de dois anos depois, Jones conquistaria o cinturão da divisão ao bater Maurício Shogun, se tornando o campeão mais jovem a ostentar um título linear na empresa.

Mais de 10 anos se passaram e Jon segue como um dos nomes mais relevantes da organização. Hoje, o atleta não possui mais um cinturão. Em agosto deste ano, o norte-americano abdicou do posto de líder para se testar entre os pesados (até 120,2kg.). Embora esteja focado no próximo objetivo, Jones não quer perder a chance de trocar forças contra Adesanya, que vem sendo considerado um novo fenômeno na organização.

Enquanto Jon não atua desde fevereiro, quando realizou mais uma defesa de seu antigo título, na vitória polêmica sobre Dominick Reyes, Israel segue na ‘crista da onda’ do UFC. No último final de semana, pelo UFC 253, o nigeriano atropelou Paulo Borrachinha na segunda defesa de seu cinturão. Na luta, o campeão não tomou conhecimento do maior desafio de sua carreira até o momento e nocauteou o brasileiro no segundo round.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments