Prestes a defender o cinturão do Bellator, Cris Cyborg ainda deseja revanche contra Amanda Nunes

Campeã do peso pena do Bellator não esquece derrota sofrida para a compatriota em 2018 e pediu por um crossover entre as organizações para a realização de super lutas

C. Cyborg quer revanche contra A. Nunes. Foto: Reprodução/Instagram

O próximo compromisso de Cris Cyborg será contra Arlene Blencowe, no Bellator 249, nesta quinta-feira (15), nos EUA, porém a brasileira ainda pensa em Amanda Nunes. Mesmo sendo campeã do peso pena (65,8kg) da organização de Scott Coker, a curitibana deseja tanto um acerto de contas com a única lutadora que a derrotou nos últimos 15 anos, que ignorou o fato de integrarem empresas diferentes.

Em entrevista ao programa TMZ Sports, Cyborg, novamente, pediu por um crossover entre as companhias para a realização de superlutas como essa, acredita que a função dos promotores é justamente oferecer aos fãs os melhores combates e revelou que o Bellator aceita realizar um evento nesses moldes.

Veja Também

Khabib Nurmagomedov não esquece rivalidade e nega ser treinador do TUF ao lado de Conor McGregor: ‘Nem por cinco bilhões’
Jan Blachowicz acusa Jon Jones de subir para o peso pesado por estar com medo: ‘Teme o lendário poder polonês’
Jan Blachowicz responde provocação feita por Israel Adesanya: ‘Não é o melhor nem no videogame’
Israel Adesanya se defende das críticas pela ‘sarrada’ em Paulo Borrachinha: ‘É homofobia’
O nocaute de Joaquin Buckley é o maior da história? Relembre outros finais marcantes no UFC

“Amanda vai enfrentar Megan Anderson e, provavelmente, vencerá. Sei que todos gostariam de ver nossa luta novamente. Vamos fazer essa luta acontecer! Não ganhei minha revanche antes, mas gostaria de ter essa oportunidade no futuro. Os melhores promotores são aqueles que casam as melhores lutas, as que os fãs gostariam de assistir. Vamos esperar para ver o que acontece. Estamos abertos. Scott Coker disse que aceita. É apenas o UFC que tem que concordar”, disse Cyborg.

Amanda Nunes e Cris Cyborg se enfrentaram em 2018, na luta que reunia dois dos maiores nomes da história do MMA feminino. No entanto, o aguardado combate terminou de forma rápida e brutal, com a primeira nocauteando em apenas 51 segundos e se tornando a campeã do peso pena do UFC. Após a derrota, Cyborg realizou mais uma luta pela organização, mas, como entrou em rota de colisão com Dana White e Joe Rogan, optou por assinar com o Bellator, pois tem uma boa relação com Scott Coker, com quem trabalhou em seus tempos de Strikeforce.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments