Cormier acha difícil, mas não descarta retorno de Khabib ao MMA: ‘Não vou julgar’

DC elogia decisão do UFC em manter campeão dos leves com o cinturão e sugere que empresa dê tempo ao amigo para decidir seu futuro no esporte

Parceiro de treinos na American Kickboxing Academy (AKA) e amigo pessoal do campeão linear dos leves (até 70,3kg.) do UFC, Daniel Cormier conhece Khabib Nurmagomedov como poucos. Ao ver o companheiro anunciar sua aposentadoria precoce no MMA, após o UFC 254, o norte-americano acredita que o russo foi sincero na decisão, mas não descarta uma mudança de postura no futuro.

Veja Também

Glover Teixeira ignora superluta entre Blachowicz e Adesanya e foca em Thiago Marreta: ‘A torcida vai ficar dividida’
Desafiado por Paulo Borrachinha, Whittaker recusa enfrentar brasileiro: ‘A única luta lógica é Adesanya’
Vídeo: Jon Jones ataca ladrão que invadiu sua casa com uma arma
IMAGEM FORTE: Lutadora sofre fratura grave no braço e só percebe após interrupção do árbitro

“Se Khabib Nurmagomedov deu sua palavra, geralmente é definitivo. Agora, eu ficaria surpreso se o impacto econômico de uma luta pudesse trazê-lo de volta? Não, e eu não o julgaria, se ele voltasse. Ele tem 32 anos, pessoal, e ele ainda pode derrotar todos no mundo. Mas, se ele deu sua palavra, eu acredito nele”, disse Daniel, em seu podcast ‘DC & Helwani’.

Ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg.) e pesados (até 120,2kg.) e, também, recentemente aposentado do esporte, Cormier, no entanto, elogiou uma atitude do UFC. Agora comentarista, Daniel acredita que manter Khabib no topo de sua divisão e não excluí-lo imediatamente do ranking foi uma manobra perfeita de Dana White e sua equipe.

“Isso foi inteligente. Isso fala sobre o valor que Khabib tem. Henry Cejudo se aposentou e, na mesma noite, eles anunciaram que Petr Yan iria enfrentar alguém pelo cinturão (vago). Você não faz isso com Khabib Nurmagomedov. Você se senta, espera e torce. Como o Dana disse, ele (Khabib) estava muito emotivo. Você pode notar isso. Você espera que as coisas mudem e que você tenha a 30ª luta”, disse Cormier.

Daniel também comentou sobre o fato de a aposentadoria ter sido tomada de forma rápida. Khabib havia feito sua primeira preparação para um confronto sem a presença do pai, Abdulmanap Nurmagomedov, que morreu no início de julho, vítima de complicações da Covid-19. DC, então, afirmou que não deve haver pressa para que o destino do campeão dos leves seja decidido. Tudo pode se resolver em 2021.

“Você não precisa nem tomar essa decisão em janeiro. Eu acho que pode esperar até o próximo verão (junho). A realidade é que é difícil, do jeito que as coisas tem ido com a pandemia e tudo. Khabib ia lutar em abril, mas não se apresentou até outubro. (…) Se ele precisar de mais tempo, crie um cinturão interino e ele vencerá o campeão. Foi isso o que aconteceu nas últimas vezes”, finalizou.

Na luta que marcou a aposentadoria (até o momento) de Khabib, o russo derrotou Justin Gaethje, em confronto válido pela unificação dos títulos dos leves. Após o triunfo, o ‘Águia’ chegou ao seu 29º resultado positivo em sequência e se manteve invicto no MMA.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments