Borrachinha surpreende ao falar sobre luta contra Adesanya: ‘Deveria ter adiado’

Derrotado pelo nigeriano no UFC 253, brasileiro evita desculpas, mas explica dificuldades enfrentadas nas vésperas do confronto

P. Borrachinha (esq.) foi derrotado por I. Adesanya (dir.) no UFC 253. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Derrotado por Israel Adesanya em uma das lutas mais aguardadas de 2020, Paulo Borrachinha já deu início no processo para recuperar a condição de desafiante ao cinturão dos médios (até 83,9kg.). O brasileiro, no entanto, surpreendeu ao revelar que deveria ter mudado a data do confronto, evitou dar desculpas, mas falou sobre problemas enfrentados nas vésperas do UFC 253, realizado em setembro.

Veja Também

Borrachinha revela que pode enfrentar Whittaker pelo cinturão interino dos médios
Desafiado por Paulo Borrachinha, Whittaker recusa enfrentar brasileiro: ‘A única luta lógica é Adesanya’

“Aconteceram muitas coisas antes da luta. Não gosto de falar, para não soar como desculpa, mas eu não tinha dormido, estava com a perna totalmente prejudicada. Deveria não ter lutado. Adiado para uma semana na frente, ou mais”, disse o brasileiro, em uma transmissão ao vivo divulgada em seu canal no ‘YouTube’.

Analisando a situação quase dois meses após o desafio contra o atual campeão, Borrachinha se lembrou de um episódio ocorrido recentemente no Bellator 249, quando Patricky Pitbull se sentiu mal e foi impedido, por sua equipe, de seguir no confronto contra Jaleel Willis.

“Vê, agora, o que aconteceu com o Patricky Pitbull, que luta no Bellator. Ele tem o mesmo treinador que eu, Eric Albarracin, a gente é amigo. A equipe dele está de parabéns, fizeram certo. Ele não acordou bem, acordou com labirintite no dia da luta e não deve lutar. A gente está em um nível muito alto. Quando a gente não está bem, não deve lutar. Foi o nosso erro”, declarou.

Agora, o mineiro se prepara para voltar ao octógono o mais rápido possível. Recentemente, o atleta revelou a negociação para encarar o ex-campeão da categoria – e atual número um no ranking – Robert Whittaker, que vem de vitória sobre Jared Cannonier. Segundo o brasileiro, o duelo está bem encaminhado e deve acontecer em 2021.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments