Raoni Barcelos fatura quase R$270 mil de bônus por ‘Luta da Noite’ contra Khalid Taha no UFC Las Vegas 13

Promessa brasileira no peso galo, carioca teve confronto emocionante contra rival no card principal; Giga Chikadze e Alexandr Romanov levam ‘bolada’ por atuações

R. Barcelos (dir.) derrotou K. Taha (esq.) no UFC Las Vegas 13. Foto: Reprodução/Instagram

Promessa tupiniquim no peso galo (até 61,2kg.), Raoni Barcelos foi agraciado com um dos bônus entregues após o UFC Las Vegas 13, realizado neste sábado (7),  nos Estados Unidos. O carioca, junto ao rival, Khalid Taha, faturou US$50 mil (cerca de R$268 mil) como prêmio de ‘Melhor Luta’ da noite. Giga Chikadze e Alexandr Romanov também levaram ‘bolada’ por suas atuações. A informação foi divulgada pela assessoria do Ultimate à imprensa.

Veja Também

VÍDEO: Assista a finalização de Glover Teixeira sobre Thiago Marreta no UFC Las Vegas 13
Cláudia Gadelha perde para Yan Xiaonan por pontos e se afasta de disputa do cinturão no peso palha
Marcos Pezão é finalizado por Alexandr Romanov no card preliminar do UFC Las Vegas 13

Protagonistas da terceira luta do card principal, Raoni e Taha agitaram os ânimos dos espectadores com um confronto de tirar o fôlego. Embora o brasileiro tenha mostrado clara superioridade sobre o rival durante 15 minutos, Khalid surpreendeu por sua resistência e conseguiu trocar forças com o brasileiro até o fim do terceiro round. Mesmo derrotado, Taha também levará os US$50 mil.

Da segunda metade do evento também saiu outro bônus. ‘Cria’ do mestre Rafael Cordeiro, Giga Chikadze ganhou o prêmio após sua grande atuação contra o estreante Jamey Simmons. Em luta válida pelo peso pena (até 61,2kg.), o georgiano venceu com um nocaute brutal e manteve sua invencibilidade no UFC, com cinco triunfos em sequência.

Algoz de Marcos Pezão no card deste final de semana, Alexandr Romanov voltou a dar show com as luvas do UFC e conquistou o quarto prêmio de US$50 mil. Na luta contra o brasileiro, o peso pesado (até 120,2kg.) provou que é um nome a ser observado na divisão liderada por Stipe Miocic. No embate, o moldavo precisou de menos de um round para emplacar uma finalização incomum, apagando Pezão com a força do antebraço.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Perez Di Cabrya
Perez Di Cabrya
18 dias atrás

Raoni: muito bom, mais o preparo físico no final do terceiro assalto quase complica…