Rafael dos Anjos não perdoa recusa de Michael Chandler e dispara: ‘Deveria se envergonhar’

Ex-campeão dos leves volta a categoria, critica o ex-campeão do Bellator por negar o duelo, mas promete permanecer no evento e bater em alguém

Dos Anjos critica M. Chandler por negar luta. Foto: Reprodução/Facebook/UFC

Estava tudo certo para Rafael dos Anjos retornar ao peso leve (70,3kg) no próximo sábado (14), mas um imprevisto aconteceu e coloca em risco sua presença no UFC Las Vegas 14. Ao saber que Islam Makhachev foi retirado da luta principal, o brasileiro lhe desejou melhoras e desafiou Michael Chandler. No entanto, o norte-americano frustrou os planos ao negar o duelo e a atitude não foi bem vista pelo ex-campeão da categoria.

Em suas redes sociais, Dos Anjos mostrou irritação com a recusa de Chandler, criticou a postura do ícone do Bellator e relembrou o que teve que fazer para conquistar o cinturão dos leves.

Veja Também

Com Israel Adesanya na mira, Robert Whittaker volta a negar luta contra Paulo Borrachinha: ‘Totalmente inviável’
Com crédito no Ultimate, Gilbert Durinho expressa desejo de ser treinador do TUF
Demian Maia aceita desafio feito por Diego Sanchez para a realização de luta entre lendas do MMA
Michael Chandler recusa desafio de Rafael dos Anjos para substituir Makhachev: ‘Outros planos’

“Se você não luta porque não tem tempo para perder peso, entendo, mas não me diga que tem outros planos. Me tornei campeão da maior organização lutando contra todos que ficaram na minha frente. Você deveria se envergonhar!”, postou Dos Anjos em seu Twitter.

Apesar do UFC ainda não ter encontrado um substituto para Makhachev, Dos Anjos pretende permanecer no evento e prometeu que irá punir quem a organização escalar. O argentino Santiago Ponzinibbio aceitaria enfrentar RDA nos meio-médios (77,6kg) e o brasileiro Carlos Diego Ferreira também se colocou à disposição para enfrentar o compatriota nos leves.

Aos 36 anos, Rafael dos Anjos volta ao peso leve, categoria na qual foi campeão, após atuar nos meio-médios durante três anos. O brasileiro optou por mudar de divisão para encerrar a sequência de quatro derrotas nas últimas cinco lutas e iniciar uma nova fase em sua carreira.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments