Na 'última corrida' entre os leves, Donald Cerrone narra planos antes do fim da carreira | SUPER LUTAS

Na ‘última corrida’ entre os leves, Donald Cerrone narra planos antes do fim da carreira

Aos 37 anos e com mais de 50 lutas no MMA, norte-americano busca recuperar o caminho das vitórias para deixar o esporte em grande estilo

D. Cerrone busca voltar a vencer pelo UFC após quatro derrotas consecutivas. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

A carreira de um dos atletas mais folclóricos e carismáticos da história do UFC está realmente chegando ao fim. Depois de anunciar seu retorno aos leves (até 70,3kg.) para tentar se recuperar de uma série negativa de quatro derrotas e um empate, Donald Cerrone reconhece que, aos 37 anos, está próximo de se aposentar.

Veja Também

“Esta será a ‘última corrida’. Eu não tenho muito mais tempo. Se vai ser minha última corrida, vou me entregar por inteiro. Prefiro me aposentar quando eu quiser. Ir lá, lutar, aproveitar e depois sair enquanto estou flutuando. Sem me machucar ou todos dizendo para parar”, disse o ‘Cowboy’, em seu canal no YouTube.

Recordista de vitórias no UFC, Donald não quer deixar o esporte com o retrospecto recente apresentado em seu cartel. Esta é a maior motivação do norte-americano para que ele retorne aos treinos e volte a vencer no Ultimate.

“Eu não quero me aposentar assim. Eu quero sair vencendo. Vou fazer de tudo para me aposentar desta forma. Se não for desta forma, pelo menos eu posso dizer aos meus filhos: ‘cara, era tudo o que eu tinha’. Mas, acho que não será o caso”, disse Cerrone.

Ainda sem adversário para seu próximo compromisso, Donald, que é conhecido por sua frequência no octógono, pretende voltar a se apresentar no início do ano que vem. Se engana, porém, quem pensa que o final de ano será de descanso para o ‘Cowboy’.

“Quero lutar no ano que vem. Estamos aqui, em novembro, treinando. Quero chegar ao ponto em que tenho 80kg., em forma e vencendo. Agora, vamos pegar uma luta. Tenho oito semanas, 12 semanas, qualquer que seja. É meu plano”, contou.

Embora esteja consciente de que está perto de pendurar as luvas, os fãs de Donald – pelo menos a princípio – podem esperar por mais algumas apresentações do atleta. Segundo o lutador, seu plano não é deixar o esporte no ano que vem.

“Tenho mais dois anos. Vamos fazer destas últimas as melhores”, finalizou.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments