Protagonista deste sábado, Jack Hermansson acredita que vitória o credencia para luta contra Adesanya | SUPER LUTAS

Protagonista deste sábado, Jack Hermansson acredita que vitória o credencia para luta contra Adesanya

Adversário de Marvin Vettori no UFC Las Vegas 16, sueco vê embate deste final de semana como crucial par uma luta pelo cinturão dos médios

J. Hermansson é o atual número quatro no peso médio. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos protagonistas do UFC Las Vegas 16, que acontece neste sábado (5), nos Estados Unidos, Jack Hermansson não deixou a mudança de adversário de última hora mudar seu foco. O sueco, que trocará forças contra o promissor Marvin Vettori, acredita que uma grande apresentação pode colocá-lo na linha de frente para encarar o atual campeão dos médios (até 83,9kg.), Israel Adesanya.

Veja Também

“Acho que eu deveria enfrentar (Israel Adesanya) em seguida, já que ele já venceu (Robert) Whittaker e (Paulo) Costa (Borrachinha). Acho que seria empolgante para os fãs verem ele enfrentar alguém com o meu estilo, com o grappling (luta agarrada), e ver como ele se sairia contra mim. Acredito que isso deveria acontecer, mas já ouvi o UFC dizer que Whittaker é o próximo da fila e, se for o caso, eu estou pronto para enfrentá-lo pela posição de desafiante nº 1 se for preciso”, afirmou Hermansson, em entrevista ao ‘Combate’.

Para entrar de vez no radar do Ultimate para uma luta pelo título, Jack, que é o atual número quatro da categoria, precisará ter um desempenho imponente contra um adversário modificado com menos de duas semanas para o confronto. O lutador, que esteve confirmado para enfrentar Darren Till e depois Kevin Holland falou sobre a alteração de oponente.

“A maior parte do camp foi voltado para o Darren Till, nos preparamos para um canhoto. E isso é bom, porque Marvin também é canhoto. Acho que temos muitas técnicas que podemos usar com ele. Mas Marvin é um lutador mais físico, é um pouco diferente. Acho que ele é um pouco mais parecido com Darren Till do que com o (Kevin) Holland, e acho que o treinamento é bem transferível para o Marvin, na verdade. Vi Marvin lutar muitas vezes, o conheço há anos, e estou pronto para ele. Não preciso de muito tempo de estudo. Fizemos alguns ajustes nos treinos e já está ficando bom”, finalizou.

Em sua última apresentação, Hermansson deu show no confronto contra Kelvin Gastelum. Diante do ex-desafiante ao cinturão interino da categoria, o sueco conquistou uma finalização em menos de dois minutos, se recuperando da derrota sofrida para Jared Cannonier.

Atual número 13 no grupo, Vettori também atravessa uma boa fase. Com três vitórias consecutivas, o italiano não perde desde 2018, quando acabou superado por Israel Adesanya, quando o nigeriano ainda não ostentava o título.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments