VÍDEO: Nova campeã, Ju Velasquez crava: 'O Bellator é melhor que o UFC' | SUPER LUTAS

VÍDEO: Nova campeã, Ju Velasquez crava: ‘O Bellator é melhor que o UFC’

Brasileira compara as duas empresas e diz que pretende defender o cinturão no Brasil


O céu é o limite para Juliana Velasquez! A brasileira marcou seu nome na história ao conquistar o cinturão peso mosca (até 56,7 kg) no Bellator 254, que ocorreu em dezembro de 2020, contra Ilima-Lei Macfarlane. Em entrevista ao canal no YouTube do SUPER LUTAS, a carioca diz que ainda não caiu a ficha que é a nova campeã da organização e comparou o Bellator com o UFC.

Veja Também

“Está difícil de cair (a ficha). Todo atleta tem um plano de carreira. O meu era (disputar) uma olimpíada no judô. Isso não aconteceu, mas quando eu migrei ao MMA, queria disputar o título mundial. Acho que todo grande atleta almeja o patamar mais alto sempre e estou feliz em conseguir”, disse a campeã sobre a conquista do cinturão.

Questionada sobre a comparação entre Bellator e UFC, Ju Velasquez considera que a empresa onde é campeã leva vantagem sobre o Ultimate em relação aos atletas.

“O Bellator tem atletas melhores do que os do UFC. O Patrício Pitbull, pra mim, é o melhor do mundo nas categorias dele (pena e leve). Também temos o Patricky Pitbull, Douglas Lima e a própria Cyborg. Agora confirmaram a contratação do Yoel Romero, que é outro lutador de ponta. O Bellator está mostrando ao que veio. (…), eles têm grandes outros atletas que só precisam ser vistos”, garantiu.

SUPERLUTA CONTRA SHEVCHENKO

Sobre uma possível luta contra a campeã peso mosca (até 56,7 kg) do Ultimate, Valentina Shevchenko, a lutadora contou que já se imaginou enfrentando a quirguiz-peruana.

“Todo lutador quer um desafio. Seria interessante um desafio entre ‘UFC x Bellator’, mas não acredito que isso aconteça. Eu gostaria muito de poder lutar com a Valentina (Shevchenko). Seria uma grande luta. Já parei pra pensar como seria uma luta contra ela. Nós somos duas canhotas e gostamos de contra golpear. Ela é do muay thai e do judô. Eu também sou do judô e gosto da trocação. Eu sempre vou acreditar mais em mim do que na outra pessoa. Sou muito paciente e esse é meu ponto forte (…), acho que esse seria o caminho”, explicou.

DEFESA DE CINTURÃO NO BRASIL

Depois de conquistar o cinturão, Ju Velasquez afirmou que, enquanto campeã, um dos grandes objetivos é defender o título do Bellator no Brasil e fará um ‘esforço’ para que isso aconteça. O presidente da organização, Scott Coker, nunca fez um evento no país.

“Antes (do cinturão), eu não podia falar nada. Mas agora com o título vou sempre dar uma sondada com meus empresários, Joinha (Jorge Guimarães) e o Ed (Soares), para tentar fazer um evento no Brasil e defender o cinturão aqui seria incrível. Mas ainda não escutei rumores e nem comentei nada sobre isso. Hoje em dia, a cara do MMA nacional é feminina”, concluiu.

Atualmente, Ju Velasquez tem 34 anos e está invicta no MMA. A carioca tem 11 vitórias na carreira.

 Qual o futuro de Anderson Silva e Vitor Belfort no Boxe?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments