Michael Chiesa faz luta estratégica e bate Neil Magny por pontos no UFC Ilha da Luta 8 | SUPER LUTAS

Michael Chiesa faz luta estratégica e bate Neil Magny por pontos no UFC Ilha da Luta 8

Norte-americano aposta nas quedas e domina adversário por quase 25 minutos no confronto principal, em Abu Dhabi

M. Chiesa (esq.) derrotou N. Magny no UFC Ilha da Luta 8. Foto: Reprodução/Instagram

Diante de um adversário experiente, Michael Chiesa fez parecer fácil o desafio contra Neil Magny no confronto principal do UFC Ilha da Luta 8, realizado nesta quarta-feira (20), em Abu Dhabi. Durante cinco rounds, o norte-americano seguiu à risca a estratégia traçada por sua equipe e dominou o rival por 25 minutos. Ao fim do confronto, o atleta foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

Veja Também

De olho no top 5 dos meio-médios (até 77kg.), Chiesa confirmou os 100% de aproveitamento desde que estreou na categoria liderada por Kamaru Usman. Após o novo resultado positivo, Michael chegou ao quarto resultado positivo em sequência.

Enquanto Chiesa cimentou ainda mais sua boa fase, Magny acabou perdendo uma série invicta de três confrontos. Presa fácil das quedas do adversário, o lutador não perdia desde o revés para Santiago Ponzinibbio, em 2018.

Na entrevista depois do duelo, ainda no octógono, Chiesa, atual número oito no ranking, desafiou o ‘falastrão’ Colby Covington. O ‘bad-boy’, no entanto, negocia um confronto contra Jorge Masvidal.

A luta

Chiesa tomou a iniciativa no confronto com um chute baixo, que foi prontamente respondido por um jab de Magny. Os atletas tentavam encontrar a melhor distância para desferir seus ataques. Michael seguia apostando nos chutes, enquanto Neil economizava nos ataques. Na metade do round, Magny arriscou uma sequência de socos, que obrigou Chiesa a caminhar para trás. Aproveitando um descuido do rival, Michael buscou as pernas e conseguiu derrubar o adversário. Neil se defendia, enquanto Michael tentava passar a guarda. No minuto final, Chiesa seguia em posição de vantagem, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, Magny voltou mais agressivo. No início, o atleta desferiu uma sequência de socos no rosto de Chiesa, seguido de um chute na linha de cintura. Em desvantagem, Michael voltou a tentar uma queda, mas Neil se defendeu bem. Michael insistia na queda e pressionava o adversário contra as grades. Depois de muito tentar, Chiesa levou Magny para o chão, mas o oponente se levantou rápido. De pé, Michael novamente se aproveitou do descuido de Neil e voltou a derrubá-lo. Dominando, Chiesa passou a desferir cotoveladas no rosto do adversário, buscando uma brecha para finalizar. Magny se defendia como podia e aguardava e acabou salvo pelo gongo.

O terceiro round começou com Magny atacando Chiesa com socos. Neil se agarrou no adversário e o confronto passou a ser disputado nas grades. Passado pouco mais de um minuto, Magny conseguiu derrubar Michael e imediatamente buscou as costas do oponente, que se defendia para evitar um mata-leão. Chiesa se levantou e conseguiu se afastar do adversário. Na metade do assalto, Chiesa conseguiu reassumir o controle das ações e voltou a derrubar Magny. Em posição de vantagem, Michael golpeava de cima para baixo, mas o cronômetro zerou.

Os atletas começaram a quarta etapa se estudando no centro do octógono. Após arriscar um direto, Neil acabou derrubado por Chiesa e voltou a ser colocado em posição de desvantagem. Magny tentou se levantar, mas acabou se descuidando do pescoço. Michael passou a arriscar o mata-leão, mas Magny mostrou resistência e conseguiu sair da situação. Neil conseguiu se levantar e partiu para cima de Chiesa, arriscando uma joelhada voadora. Michael voltou a se agarrar no rival e o duelo voltou a ser disputado no chão. Magny ameaçou um triângulo invertido, mas Chiesa saiu da posição com facilidade. Nos segundos finais, os atletas pouco produziram.

No último assalto, Chiesa passou a administrar o resultado e evitava se arriscar. Precisando de um nocaute ou uma finalização, Magny buscava o melhor momento para atacar, mas acabou sendo agarrado pelo adversário e pressionado contra as grades. Neil conseguiu reverter a situação, mas acabou caindo em posição de desvantagem. Por cima, Chiesa dominava o adversário e não permitia que Magny reagisse. O confronto acabou com Michael sobre o rival.

Resultados do UFC Ilha da Luta 8

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Michael Chiesa derrotou Neil Magny na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 49-46)

Peso meio-médio: Warlley Alves derrotou Mounir Lazzez por nocaute técnico a 2m25s do R1

Peso meio-pesado: Ike Villanueva derrotou Vinícius Mamute por nocaute a 39s do R2

Peso mosca: Viviane Araújo derrotou Roxanne Modafferi na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

Peso mosca: Matt Schnell derrotou Tyson Nam na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena: Lerone Murphy derrotou Douglas D’Silva na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso médio: Omari Akhmedov finalizou Tom Breese com um katagatame a 1m41s do R2

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Ricky Simon finalizou Gaetano Pirrello com um katagatame a 4m do R2

Peso mosca: Su Mudaerji derrotou Zarrukh Adashev na decisão unânime dos juízes (29-28,30-27, 29-28)

Peso médio: Dalcha Lungiambula derrotou Markus Maluko na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Francisco Figueiredo derrotou Jerome Rivera na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Mike Davis derrotou Mason Jones na decisão unânime dos juízes (29-28,29-28, 29-28)

Peso pena: Umar Nurmagomedov finalizou Sergey Morozov com um mata-leão a 3m39s do R2

Peso mosca: Manon Fiorot derrotou Victoria Leonardo por nocaute técnico a 4m48s do R2

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments