Vídeo: Do Bronx pede combate contra Poirier, fala de Chandler e crava: 'Serei campeão em 2021' | SUPER LUTAS

Vídeo: Do Bronx pede combate contra Poirier, fala de Chandler e crava: ‘Serei campeão em 2021’

Destaque no peso leve, brasileiro se vê como favorito para disputar o título da divisão; atleta vive grande momento no UFC

O peso leve (até 70,3kg.) Charles do Bronx está disposto a enfrentar Dustin Poirier em uma disputa de título pela divisão já no próximo combate. Em entrevista ao canal do SUPER LUTAS no YouTube, o brasileiro se diz pronto para ser campeão ainda em 2021. Segundo ele, não há outra possibilidade diferente, que não seja pelo cinturão e afirmou que pretende ‘trocar de igual para igual’ com o norte-americano.

Veja Também

“Nas últimas lutas, eu estou preocupado com aquilo que eu posso levar para o octógono e não aquilo que meus adversários podem trazer para mim. O que posso levar para eles? Uma guerra. Eu só ando para frente. Todos os caras que eram ‘trocadores de porrada’, eu troquei. Então vai ser mais uma luta que vou trocar de igual para igual com o Dustin Poirier. Eu estou falando desde o ano passado que 2021 é o ano que vou ser campeão do UFC. Algumas pessoas acreditam, outras não. Quem não acredita, vou provar para vocês. Pode ser agora no começo ou no final do ano, mas não importa. A luta que vai acontecer é pelo cinturão”, afirmou Charles do Bronx.

Ainda sobre as outras possibilidades de Poirier – trilogia com Conor McGregor ou luta contra Michael Chandler -, Charles alega que qualquer outra luta não fará sentido para nenhum dos lados.

“Essa (trilogia) não vai acontecer. Não foi uma luta parelha. Foi um round que não teve pressão de nenhum dos dois lados e o cara (McGregor) foi nocauteado no segundo round. (…) já o Michael Chander veio para disputar o cinturão, né? Foi contratado pelo UFC para isso. (…) Eu venho de oito vitórias seguidas e não deixo na mão dos juízes. Ou eu nocauteio, ou finalizo. Então, não tem para onde ir. O Dustin Poirier só falou a realidade. Ele vai lutar com um cara que chegou agora? Beleza, ele tem um grande nome no Bellator, mas Bellator é Bellator e UFC é UFC. O que vai acontecer? Qual vai ser a desculpa? Podem falar o que for. A luta que vai acontecer se chama ‘Charles Oliveira e Dustin Poirier” e não importa o que digam”, ressaltou o brasileiro.

E o Michael Chandler?

Questionado sobre a estreia de Michael Chandler, que venceu o neozelandês Dan Hooker ainda no primeiro round, Charles do Bronx elogiou o norte-americano, mas ressaltou que foi apenas sua primeira luta no Ultimate e pede calma com o ‘Iron‘, como é chamado o atleta.

“Merece respeito pelo o que ele fez no Bellator. Ele lutou com o Dan Hooker, que é bom lutador, mas só correu da luta. Então, ele nocauteou, mas seu oponente só andou para trás. E o Michael Chandler fez o que faz de melhor: imprimir o ritmo, pressão e botar para baixo. Mas ele nem precisou botar, já que a mão dele conectou antes. Mas calma lá, ele chegou agora”, finalizou.

Aos 31 anos, Charles do Bronx vive o melhor momento em sua carreira. Atualmente, o paulista ocupa a terceira posição no ranking da divisão dos leves e está embalado com oito vitórias seguidas. Recentemente, ele venceu Tony Ferguson no UFC 256, em dezembro de 2020, e conta com um cartel de 30 triunfos, oito reveses e uma luta sem resultado.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments