Após vitória no UFC 258, Usman visa revanche contra Masvidal e diz que gostaria de enfrentar St-Pierre | SUPER LUTAS

Após vitória no UFC 258, Usman visa revanche contra Masvidal e diz que gostaria de enfrentar St-Pierre

Em coletiva de imprensa após derrotar Gilbert Durinho, nigeriano revela que gostaria de colocar seu antigo oponente ‘no caixão’ e abre possibilidade de encarar GSP

K. Usman defendeu pela terceira vez o cinturão dos meio-médios (até 77kg.). Foto: Reprodução/YouTube

Depois de nocautear o brasileiro Gilbert Durinho no UFC 258, Kamaru Usman já pensa em seus próximos passos na carreira. Em coletiva de imprensa pós-evento, o campeão dos meio-médios (até 77kg.) diz que deseja medir forças contra Jorge Masvidal e ‘está de olho’ em Georges St-Pierre.

Veja Também

Um combate contra o norte-americano não é estranho para Usman. O nigeriano, que se preparava para enfrentar Durinho no UFC 251, foi surpreendido com a notícia de que o brasileiro havia testado positivo para a COVID-19. Pouco tempo depois, Masvidal aceitou substituir e fez a atração principal do evento. Na luta, que ocorreu em julho de 2020, Kamaru dominou os cinco rounds e venceu. Mas ele diz não estar satisfeito e quer um segundo duelo para ‘colocá-lo em um caixão’.

“Naquela luta, ele (Jorge Masvidal) tinha uma desculpa para dar. Essa é a única razão pela qual ele lutou. Nós tentamos fazer esse combate duas vezes antes e ele disse não. (…), desta vez quero detê-lo de verdade, porque acho que é a única coisa que vai fechar sua boca. Vou colocá-lo em um caixão desta vez. É por isso que fiquei desapontado comigo mesmo naquela última luta. Sei que posso pará-lo e apesar de todas as circunstâncias, eu simplesmente fui lá e o dominei do início ao fim. Desta vez, irei impedi-lo até de se levantar”, desafiou Usman.

Com a vitória, Kamaru quebrou o recorde de vitórias consecutivas na divisão dos meio-médios (13), superando o ex-campeão Georges St-Pierre. Ao ser questionado sobre o feito, o nigeriano elogiou o canadense e revelou um desejo de enfrentá-lo.

“É claro que eu gostaria (de lutar) contra o Georges St-Pierre. Eu não quero enfrentá-lo por causa de dinheiro ou algo assim, mas sou um competidor. Eu quero o Georges porque ele se aposentou em alta e ainda pode fazer isso. Eu o vejo treinando. Georges, estou de olho em você”, completou o lutador.

Aos 33 anos, Kamaru Usman fez sua terceira defesa de título bem sucedida. Após nocautear no terceiro round, o nigeriano ganhou o prêmio de ‘Performance da Noite’ do Ultimate. Atualmente, ele conta com um cartel de 18 vitórias e uma derrota na carreira.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments