Irritado com postura de Edwards, Muhammad perde a paciência e critica duramente o inglês | SUPER LUTAS

Irritado com postura de Edwards, Muhammad perde a paciência e critica duramente o inglês

Norte-americano não admite posição de Leon, que descartou a revanche e pediu uma disputa de cinturão depois do ‘no contest’ no UFC Las Vegas 21

L. Edwards (esq.) e B. Muhammad (dir.) tiveram encarada tensa antes do UFC Las Vegas 21. Foto: Reprodução/Instagram

Prejudicado na luta principal do UFC Las Vegas 21 após ser vítima de um ‘dedo no olho’ aplicado por Leon Edwards, a paciência de Belal Muhammad chegou ao fim. Ao notar a postura do inglês, que recusou uma revanche e busca uma disputa de cinturão, o norte-americano tornou pública sua irritação e criticou o rival. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o meio-médio (até 77kg.) não poupou o número três do ranking.

Veja Também

“Eu não tinha problemas com ele antes, mas eu tenho agora, por causa da atitude que ele tem mantido. Sou um cara difícil de tirar do sério, mas ele me irritou e tem me deixado nervoso dizendo: ‘eu venci o primeiro round, então, sabemos o que acontecerá na sequência”, disse Muhammad.

As críticas a Edwards não pararam por aí. Ao saber que Leon ‘seguiu adiante’ e planeja disputar o título da categoria na sequência, o norte-americano desabafou. Embora tenha levado desvantagem no primeiro round, o confronto ainda não estava encerrado, já que a dedada no olho aconteceu no início do segundo assalto.

“É uma luta de cinco rounds, seu idiota. Eu literalmente peguei o ‘carro andando’ (Muhammad substituiu Khamzat Chimaev de última hora), então, ele agir assim é o que mais me chateia”, contou.

Por fim, Belal disparou o ultimato contra Edwards que, logo após o UFC Las Vegas 21, admitiu que não sente necessidade de dar a Muhammad uma revanche.

“De homem para homem, se você está feliz com o resultado, não deveria se chamar de lutador, desafiante ou campeão. Se está feliz com o resultado, deveria pendurar as luvas”, finalizou.

No confronto contra Leon, Belal teve a oportunidade de realizar a luta mais importante de sua carreira, até o momento. Atual número 13 no ranking liderado por Kamaru Usman, o norte-americano poderia dar um salto importante na categoria, caso tivesse saído vencedor. O desfecho inusitado, no entanto, adiou o sonho do atleta.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments