VÍDEO – Do hospital, Weidman se manifesta após grave lesão no UFC 261: ‘Muita dor’

Ex-campeão dos médios tranquiliza fãs, lamenta incidente e garante retorno ao octógono; recuperação deve durar entre seis e 12 meses

C. Weidman falou pela primeira vez após a grave lesão sofrida no UFC 261. Foto: Reprodução/Instagram

Pouco mais de 24 horas após um dos episódios mais traumáticos na história do MMA, Chris Weidman falou. Ainda no hospital, depois da cirurgia para reconstituição das fraturas em sua perna direita sofridas na luta contra Uriah Hall, no UFC 261, o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) do Ultimate tranquilizou os fãs. O veterano também lamentou o ocorrido e admitiu que a recuperação deve durar entre seis e 12 meses.

Veja Também

“Tenho visto muito amor e apoio. Não tenho conseguido ficar muito com meu celular. A dor é muito grande. São aproximadamente 3:30 da manhã (da segunda-feira). Sei que Uriah Hall foi superelegante, triste pelo que aconteceu. Fico muito agradecido. Fiquei sabendo que Anderson Silva também disse coisas positivas. É muito brutal, mas vou passar por isso”, disse o lutador, em vídeo publicado no Instagram.

Ciente de que passará por um duro processo de recuperação, Weidman falou sobre a cirurgia e estipulou um prazo para retornar à ativa. Segundo o veterano, a estimativa pode chegar a um ano afastado dos esportes de combate.

“Eles (os médicos) falaram que, entre seis e 12 meses, eu poderei voltar. (…) A cirurgia foi um sucesso. Colocaram uma haste de titânio na minha tíbia, que vai até o joelho, para deixar endireitado e firme. Minha fíbula também foi quebrada”, confirmou o atleta.

No confronto contra Hall, Weidman tentaria conquistar seu segundo resultado positivo em sequência, algo que não acontecia desde 2015. Na semana da luta, o norte-americano mostrava muita confiança por um bom desempenho. O embate, no entanto, acabou com apenas 17 segundos, quando Chris fraturou a perna direita ao desferir um chute baixo no jamaicano.

Na sequência, o ex-campeão desabou e foi prontamente atendido pela equipe médica do Ultimate. Ao deixar o octógono na maca, Chris foi ovacionado por grande parte dos 15 mil espectadores que acompanhavam o UFC 261 na arena, em Jacksonville (EUA).

Veja o pronunciamento de Weidman

 

Podcast #033: As vitórias de Marina Rodriguez no UFC e Tyson Fury no Boxe + ex-campeão preso

Comentários

Deixe um comentário