Vídeo: Sergipano relata nervosismo antes de enfrentar Jacaré e revela adversário ideal para a sequência | SUPER LUTAS

Vídeo: Sergipano relata nervosismo antes de enfrentar Jacaré e revela adversário ideal para a sequência

Carrasco da lenda do jiu-jitsu no UFC 262, mineiro analisa o grande resultado conquistado no último fim de semana

Embora o grande protagonista do UFC 262 tenha sido Charles do Bronx, outro brasileiro chamou a atenção no espetáculo do último fim de semana. Responsável por impor a primeira finalização em Ronaldo Jacaré no MMA, André Sergipano tem motivos de sobra para comemorar. Em conversa exclusiva com o SUPER LUTAS, o mineiro falou sobre o resultado positivo, admitiu nervosismo antes do confronto e revelou quem gostaria de enfrentar na sequência.

Veja Também

A vitória de André sobre Jacaré provou que o atleta é um nome a ser observado de perto pelos fãs brasileiros. Com o triunfo, Sergipano seguiu com 100% de aproveitamento dentro da organização.

Nervosismo antes do duelo

No Ultimate desde 2019, Sergipano teve seu maior desafio na carreira, até o momento, no último fim de semana. O mineiro, porém, não escondeu o nervosismo antes de enfrentar o compatriota, que, por anos, foi destaque no peso médio (até 83,9kg.).

“Vou ser bem sincero, eu estava muito nervoso. Na hora que você olha para o outro lado e enxerga uma lenda do esporte, você dá uma ‘travada’. Tem até uma semelhança que o próprio (Daniel) Cormier uma vez falou que, quando ele foi lutar com o Anderson Silva (2016), mesmo o Anderson já mais velho, quando ele olhou do outro lado e viu o Anderson, ele falou: ‘vou lutar com Anderson Silva’. Mas eu estava muito bem treinado e eu sabia das grandes dificuldades que seria a luta”, comentou.

Finalização sobre lenda do jiu-jitsu

A vitória no último sábado não marcou apenas mais um resultado positivo no cartel de André. Ao finalizar Jacaré, no primeiro round, o brasileiro fez história ao se tornar o primeiro a realizar tal feito diante do capixaba no MMA. Ronaldo é mundialmente famoso por seu jiu-jitsu de excelência, então, Sergipano não esconde a alegria pela conquista.

“Fui um felizardo. Tive êxito e visão de luta. É inacreditável. Fui o segundo homem a finalizar o Ronaldo Jacaré. No jiu-jitsu, o único que finalizou ele foi o Roger Gracie e, no MMA, agora, sou eu. (…) Para mim, é muito satisfatório. Só tem a agregar na minha carreira”, contou o mineiro.

Próximo compromisso

Buscando chegar ao top 15 da categoria liderada por Israel Adesanya, André ainda não sabe quando retornará ao octógono. O brasileiro, no entanto, citou quem gostaria de trocar forças dentro do octógono e estipulou um prazo para voltar à ativa.

“Estava olhando e, dentro da organização (categoria), o único que não tem luta marcada é o Kevin Holland, que vem de derrota. Ele também venceu o Ronaldo Jacaré, então, se tiver a oportunidade dessa luta mais para o final do ano, eu aceitaria. É uma luta que me coloca dentro do top 15, se eu vencer. Quero uma oportunidade de mostrar todo o meu potencial”, finalizou.

Histórico do atleta

Aos 31 anos, Sergipano, hoje, soma 25 compromissos como profissional no MMA. O lutador tem 21 triunfos e quatro derrotas.

O combatente não sabe o que é perder desde 2016. Até o momento, André soma sete resultados positivos em sequência.

Romero dominado no Bellator e aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments